Carlos Esteves de Carvalho: “Acreditamos que o futuro é possível sempre com base na verdade e na relação com as pessoas”

Foto: Salomé Ferreira

Carlos Esteves de Carvalho encontra-se a dirigir a Câmara Municipal de Penedono desde 2009, sendo neste momento candidato pelo PSD às próximas eleições autárquicas, realizadas no dia 1 de outubro. O VivaDouro esteve à conversa com o edil que nos falou acerca do balanço destes anos de mandatos e sobre os planos que tem para o futuro.

Qual o balanço que faz destes quatro anos à frente da autarquia de Penedono?

Sobre o balanço da minha ação à frente da autarquia não quero dizer nada porque as pessoas é que vão dizer efetivamente se é positiva, ou se não é positiva, a minha permanência na Câmara Municipal. Vou deixar isso ao critério das pessoas que em outubro se vão prenunciar.

Quais são os planos para o futuro?

Como sabe sou candidato uma vez mais, pela última vez o posso ser, e a minha vontade continua a estar focalizada nas pessoas e na satisfação das suas necessidades humanas básicas, podendo desta forma contribuir para que socialmente exista sempre uma melhoria na qualidade de vida delas. Claro que em paralelo há outras apostas, como por exemplo a fixação de pessoas, através de incentivos ao empreendedorismo e às iniciativas locais, é uma prioridade que não posso esquecer de maneira nenhuma. Toda a área social que também é muitíssimo importante e efetivamente toda a área ambiental que tenho necessidade de ter sempre em linha de conta. Depois, o turismo, que pode ser a grande oportunidade, através de trabalho ponderado, planeado e com algumas especificidades podemos transformar Penedono num centro muito atrativo. Neste momento também já com uma nova unidade hoteleira aberta, o Hotel Medieval, penso que estamos no bom caminho. Nós acreditamos que o futuro é possível e é possível sempre com base na verdade e na relação com as pessoas.

Conseguiu cumprir tudo a que se propôs no plano eleitoral que apresentou nas últimas eleições autárquicas?

Eu nunca apresentei um plano eleitoral… apresentei sim predisposições, vontades de concretizar ações em determinadas áreas, fora de programas eleitorais que muitas vezes saem gorados. O meu programa eleitoral é absolutamente direcionado às pessoas, pelo que, se as pessoas precisam eu procuro ir de encontro aos seus desejos.

No entanto está satisfeito com o que conseguiu concretizar nestes últimos anos?

Em consciência sinto-me satisfeito, sinto-me bem comigo próprio, mas penso que ainda é possível completar muitas daquelas tarefas a que me meti em braços.

O que é que se propõe fazer se vencer novamente as eleições?

Trabalhar, trabalhar sempre em função das pessoas. Entretanto existe um objetivo, uma prioridade que eu lancei na primeira vez que fui candidato, em 2009, que tinha a ver com a parte ambiental e com uma rede de saneamento, apostando na implementação de uma rede municipal de saneamento básico, através da implementação de ETAR’s (Estação de Tratamento de Águas Residuais) que efetivamente possa proporcionar, sanitariamente, melhor qualidade de vida às pessoas. Depois também a questão, tão pertinente, do turismo temático, reforçando sempre a determinação em afirmar Penedono. Eu vou, ou levarei o nome de Penedono até onde for preciso, se eu vir que há uma mais-valia real para o concelho. Tenho sentido, acerca do que acabo de dizer, muito ruído à minha volta, mas acredito verdadeiramente na necessidade desta gente, desta terra, ser efetivamente divulgada/ afirmada.

Em relação ao executivo, pretende manter a equipa?

As minhas equipas manter-se-ão na ordem dos 90%, continuando a ser compostas por mulheres e homens que sentem e “respiram” Penedono.

 

,