Aprovada candidatura da Misericórdia de Lamego ao PARES

0

Na sequência desta decisão, esta instituição social vai receber uma dotação financeira de 461 mil euros, valor que corresponde a cerca de um terço do total do investimento efetuado neste equipamento social.

O Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais – 3ª Geração (PARES) vai apoiar as obras de remodelação e modernização do Lar de Idosos de Arneirós, pertencente à Santa Casa da Misericórdia de Lamego.

Com o objetivo de dotar as instalações de condições de excelência, a Santa Casa da Misericórdia de Lamego realizou o maior investimento da sua história nesta estrutura residencial. Esta intervenção permitiu que os seus 70 utentes tenham à disposição quartos com casa de banho privativa, uma nova área de fisioterapia e ginásio e mais espaços de lazer e convívio. Os trabalhos também contemplaram a renovação da lavandaria de apoio e a requalificação da envolvente exterior.

“É um sinal de vitalidade desta Santa Casa. Ao avançarmos com a requalificação profunda do Lar de Arneirós quisemos olhar para o futuro e disponibilizar uma resposta social de elevada qualidade. Além disso, conseguimos capacitar esta instituição com os melhores meios na área social que é um setor cada vez mais concorrencial”, destaca o Provedor António Carreira.

Dinamizado pelo Governo, o PARES 3.0 recebeu, segundo notícias publicadas recentemente, 114 candidaturas de instituições sociais do distrito de Viseu para apoio ao investimento em novas construções e para a reabilitação de infraestruturas. No entanto, apenas foram aprovadas, até ao momento, cerca de 20. “Estou orgulhoso do trabalho efetuado pela Misericórdia de Lamego que culminou com a aprovação da nossa candidatura. O esforço financeiro para a valorização do Lar de Arneirós continua agora com a renovação da outra ala para dotar esta valência das melhores condições possíveis”, sublinha António Carreira.

Anteriormente, o Fundo Rainha D. Leonor, criado pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e pela União das Misericórdias Portuguesas, também já tinha atribuído um apoio financeiro, no valor de 300 mil euros, para a remodelação deste equipamento social situado na freguesia de Vila Nova de Souto d´El Rei.