Confirmados seis mortos e dois desaparecidos em “explosão anormal”

0
Seis mortos confirmados em explosão numa fábrica de pirotecnia em Lamego // Em atualização / Foto: Direitos Reservados
Seis mortos confirmados em explosão numa fábrica de pirotecnia em Lamego // Em atualização / Foto: Direitos Reservados

Até ao momento estão confirmadas seis vítimas mortais e dois desaparecidos, na sequência da explosão na fábrica de pirotecnia de Avões, Lamego.

Durante a manhã, José Gomes, secretário  de Estado da Administração Interna, afirmou que a “a prioridade é encontrar as pessoas” mas não se atreve a dizer se há alguma hipótese de encontrar algum dos dois desaparecidos com vida, nesta explosão que considera “anormal, com uma dimensão inexplicável”.

A última vítima mortal identificada foi encontrada a 200 metros do local da tragédia e foi anunciado o aumento do perímetro de buscas de 600 para os 800 metros.

Seis das oito das vítimas são da mesma família. A mulher e filha do proprietário, Egas Sequeira, tinham saído do local instantes antes da explosão.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, irá deslocar-se ao local no início da tarde em solidariedade com os familiares das vítimas.

António Costa, o primeiro-ministro, encontra-se numa visita oficial ao Luxemburgo mas já enviou as suas condolências, através de uma chamada telefónica ao Presidente da Câmara de Lamego.

A autarquia de Lamego decretou três dias de luto municipal.