Autarquia vai iniciar requalificação da Rua Visconde de Arneirós

A Câmara Municipal de Lamego vai, brevemente, começar com obras de intervenção na Rua Visconde Arneirós, uma importante artéria nas imediações na cidade. Inserida no âmbito do plano de beneficiação da rede viária do concelho, a obra representa um investimento de 1.667.664€.

A Câmara Municipal de Lamego acaba de assinar o contrato de consignação para a requalificação da Rua Visconde de Arneirós, possibilitando, assim, que a intervenção da mesma se inicie num curto espaço de tempo.

Inserida nas imediações da cidade, esta artéria revela-se determinante na circulação automóvel dado que une a Rua 15 de Março com a escola de Hotelaria e Turismo do Douro, um dos principais estabelecimentos de ensino do concelho e um local de grande afluência e movimentação de transeuntes.

Para Ângelo Moura, presidente da Câmara Municipal de Lamego, trata-se “de uma intervenção fundamental, não só em termos de acessibilidade e de escoamento do trânsito mas também, e acima de tudo, em termos do reforço das condições de segurança dos peões. O que aconteceu nesta rua é que, com a passagem dos anos o traçado foi ficando cada vez mais sinuoso e instável. Para além disso, a formação de diversos núcleos habitacionais e novos equipamentos contribuíram também para o evoluir da sua degradação assim como fomentaram o aumento da circulação de viaturas e de peões, tornando esta via pouco segura. Por este motivo, mas também por ser uma das mais antigas artérias que liga o centro da cidade à periferia, era imperativo que esta obra fosse realizada”.

Executada no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), esta requalificação engloba um dos mais avultados investimentos da autarquia nesta área, com um valor de 1 667 664,00 €, sendo a candidatura ao programa FEDER datada de novembro de 2019.

As obras de beneficiação na Rua Visconde Arneirós, vão contemplar a construção de um arruamento com duas faixas de rodagem, com uma largura total de seis metros, assim como a execução de um passeio com o intuito de salvaguardar as árvores de grande porte e os muros que delimitam as propriedades agrícolas da zona envolvente. Esta intervenção incluirá ainda a implementação de uma nova rotunda junto à urbanização da Quinta de Santo António.

A execução desta intervenção vai decorrer no prazo de 12 meses.

,