Escola de Hotelaria do Douro-Lamego reabre no próximo dia 1 de junho.

Desde meados de março a lecionar à distância, a Escola do Douro-Lamego irá abrir portas aos seus alunos no próximo dia 1 de junho.

A reabertura condicionada da Escola de Hotelaria e Turismo do Douro-Lamego, nesta fase da Pandemia COVID-19, tem como objetivo prioritário possibilitar a realização da componente letiva prática dos cursos ministrados por forma a garantir a conclusão do presente semestre escolar.

De forma a garantir um regresso seguro à Escola, serão seguidas as orientações preconizadas pela Direção-Geral da Saúde (DGS) e Organização Mundial da Saúde (OMS) consubstanciadas no Manual de procedimentos Clean & Safe das Escolas do Turismo de Portugal servirá de apoio na tomada de decisões.

Entre várias medidas adotadas a Escola decidiu prolongar o ano letivo até final de julho e vai chamar as turmas à escola faseadamente para evitar uma elevada concentração. Assim sendo, estará na escola uma turma por períodos curtos de 1 ou 2 semanas, com circuitos pré-concebidos para circulação segura. Cada turma terá, também, formação Clean & Safe relativamente aos procedimentos de segurança e higienização a ter em conta durante as aulas – esta formação será dada também a todos os formadores da escola.

Por uma questão de operacionalidade e segurança, as aulas teóricas continuarão a ser lecionadas online, isto significa que apenas as práticas (de cozinha, restaurante, bar e alojamento) terão aulas presenciais. Cada aluno receberá um kit com máscaras, viseira, luvas e toucas, para uso obrigatório durante o período de permanência na escola.

No que respeita à Residência Escolar da escola, as regras também tiveram que ser redefinidas, cada quarto deve ser de ocupação individual e exclusiva a uma pessoa.

Até ao final do ano letivo todos os apoios atribuídos aos alunos serão mantidos.

A partir de 1 de junho, e até 15 de julho, abrem as candidaturas para alunos que desejem entrar nos cursos da Escola do Douro-lamego, tanto para nível IV como nível V. A novidade deste ano, numa tentativa de minimizar o contacto e aumentar a segurança de todos, é que todo o processo será feito online sendo que, quem manifestar esse desejo ou impossibilidade de participar online, poderá fazer o processo de candidatura presencialmente.

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *