Rodonorte assegura transporte escolar até novo concurso

0

Depois de ontem, segunda feira, a empresa Transdev suspender, sem aviso prévio, a carreira pública de transporte escolar, Lamego-Bigorne-Lamego, a autarquia conseguiu já assegurar o transporte dos alunos através de um contrato temporário com a empresa Rodonorte.

De acordo com o que o VivaDouro conseguiu apurar junto do gabinete de comunicação da autarquia, o contrato com a empresa Rodonorte “vigora enquanto a autarquia lança um procedimento concursal para a contratação de um novo operador até ao final do ano letivo”.

Esta carreira pública serve cerca de 100 crianças e estava contratualizada através da Comunidade Intermunicipal do Douro (CIM Douro), embora não seja uma carreira intermunicipal uma vez que o circuito é realizado integralmente no interior do concelho de Lamego.

A empresa agora responsável pelo transporte iniciou ontem funções ao final do dia, assegurando o regresso a casa dos alunos transportados pelos pais durante a manhã para as escolas.

Na base da decisão da Transdev em suspender o serviço está um diferendo com a autarquia lamecense quanto ao pagamento do mesmo.

“Este circuito estava sujeito a um pagamento de uma compensação adicional que o Município de Lamego entendeu que não se ajustava, porque não fazia sentido. Não concordávamos com o valor e comunicámos isso à CIM há umas semanas, agora a Transdev surpreendeu-nos com esta suspensão de forma unilateral, sem qualquer aviso de que o ia fazer”, afirmou o autarca lamecense, Francisco Lopes, que afirmou ainda que o município

“tTinha delegado na CIM Douro uma carreira municipal, na mesma estrada em que existe uma carreira inter CIM, que liga Lamego a Castro Daire” (da CIM Viseu Dão Lafões), ou seja, quem estava a negociar esta carreira e a dar a licença de circulação era a CIM Douro, mas quem ia pagar era o Município de Lamego e foi esse o desacerto que tivemos”.

“Nós temos o direito de utilizar essas carreiras com os nossos alunos, pagando o passe escolar, o problema é que o operador diz que não chega e que temos de pagar mais não sei quantos mil euros e essa foi a discussão”, assumiu o autarca que sublinha que a empresa não suspendeu todos os transportes, “em exclusivo, foram os que servem estes alunos para Lamego, porque entendiam que só os passes escolares não eram suficiente”.

Ainda durante o dia de ontem (segunda feira), a Transdev emitiu um comunicado onde “confirma que suspendeu, a pedido da Autoridade de Transportes da CIM Douro, a carreira que liga Castro Daire a Lamego, nos troços compreendidos entre Bigorne e Lamego, continuando em funcionamento os serviços de transporte nos restantes troços entre Viseu – Castro Daire – Lamego”.

Segundo a mesma nota a Transdev explica que “a comunicação de suspensão do serviço pela autoridade de transportes data do dia 12/01/2022, e ordenava o cancelamento imediato daquela linha”.

“A Transdev ressalva que não tem intenção de reduzir as suas operações e que se mantém disponível para, em conjunto com as autoridades de transportes e municípios da CIM Douro, dialogar e encontrar soluções que permitam servir as populações em todas as suas necessidades de mobilidade”, conclui.