Ministério da Agricultura nega apoio a agricultores de Murça

Governo nega apoio a agricultores

Governo nega apoio a agricultores

Depois do mau tempo e da queda de granizo que destruiu cerca de 70% a 80% da produção em Murça, o Governo recusou o pedido de apoio aos agricultores feito pela Câmara Municipal.

Aquando da destruição da maior parte da produção dos agricultores de Murça, as parcelas de vinha afetadas foram visitadas por técnicos da DRAPN – Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte que efetuaram um levantamento dos prejuízos, sendo o mesmo entregue ao Diretor Regional de Agricultura do Norte que o reencaminhou à Secretaria de Estado.

A Câmara Municipal de Murça manifestou a sua posição junto do governo, pronunciando-se no sentido da criação de medidas excecionais de apoios para os agricultores prejudicados; para tal, enviou uma carta ao Diretor Regional da DRAPN-NORTE no sentido de a fazer seguir para a Ministra da Agricultura mostrando a sua preocupação pelo ocorrido.

Contudo a resposta enviada pelo Chefe de Gabinete do Secretário de Estado da Agricultura deixou todo o executivo municipal e as populações indignadas ao  informar que não haverá qualquer compensação financeira nem outro apoio para os agricultores afetados, alegando “que parte da produção afetada conseguiu recuperar” o que, segundo a Câmara Municipal de Murça, “não corresponde à realidade, uma vez que agricultores que em anos anteriores entregavam na Adega Cooperativa de Murça cinquenta a sessenta pipas neste ano entregaram vinte a vinte e cinco”. Outra das razões apontadas prende-se com o facto de os vitivinicultores não terem feito os seguros de colheitas.

, ,