Gala marca arranque oficial da Cidade do Vinho 2019

O Auditório Municipal de Peso da Régua (AUDIR), foi o palco da Gala Cidade do Vinho 2019, cerimónia que marca oficialmente o arranque das comemorações da Cidade do Vinho, galardão que o município liderado por José Manuel Gonçalves ostentará ao longo do ano.

Presentes no evento estiveram diversas entidades locais, regionais e nacionais que destacaram, nos seus discursos oficiais, a importância desta distinção, para a cidade e para a região.

No seu discurso oficial, Pedro Magalhães Ribeiro, Presidente da Associação de Municípios Portugueses do Vinho, num tom mais descontraído, disse mesmo que esta é a primeira eleição “completamente democrática, com todos os municípios associados a terem direito a voto, até aqui apenas os elementos da direção tinham direito a voto”.

Ao longo da noite, intercalando com os discursos oficiais, foram sendo apresentados diversos momentos musicais, como o grupo Sons do Douro, que transmite a identidade cultural da região, e a projeção de um vídeo contextualizador da cidade, ao nível histórico e de futuro.

À nossa reportagem, o autarca reguense, José Manuel Gonçalves, sublinhou, uma vez mais, a importância deste galardão, para a cidade, para a região e para o setor do vinho.

“Este galardão significa mais uma oportunidade para nos mobilizarmos em torno daquilo que é o maior valor que temos na região, o vinho e a vinha.

Aquilo que pretendemos quando nos candidatamos foi permitir que a região usufrua dele, sensibilizar as populações para a importância que o vinho e a vinha têm na economia da região, e capacitar cada vez mais todos os agentes da região para esta temática.

Sabemos que este é um setor que está a crescer em simbiose com o turismo e tudo aquilo que é património e paisagem. Temos cá todos os ingredientes que, conjugados, são uma mistura explosiva para fazer crescer ainda mais esta região, trazendo cada vez mais gente de fora e levando o Douro além fronteiras.

Esta é uma responsabilidade de todos nós, de todos que habitam este território, e deve sensibilizar-nos a ser embaixadores desta região estejamos, ou não, ligados ao setor. Temos que estar preparados para todos os dias podermos vender o nosso vinho, a nossa paisagem, a nossa cultura e a nossa identidade”.

O autarca reguense afirmava-se ainda um homem feliz pela demonstração de união que a região tem dado em torno deste projeto.

“Como homem apaixonado pelo Douro, um sentimento que nos atravessa a todos, tenho que me sentir feliz por sentir tanta gente em volta deste projeto que, como digo de forma repetida, não é apenas de Peso da Régua, é de toda a região do Douro.

Este galardão simboliza o início, em 2019 somos Cidade do Vinho e isso tem que ser um início, nunca pode ser um fim, esse não existirá. Temos que ter esta distinção como um arranque para uma nova dinâmica de captação permanente de gente”.

Pedro Magalhães Ribeiro – AMPV

Na perspetiva da AMPV ficamos muito contentes por vermos a cidade de Peso da Régua e o Douro apresentarem uma candidatura tão forte, que mereceu a confiança e o voto da maioria de cada um dos nossos associados.

Conheço bastante bem esta região e a força que o município teve nesta candidatura, juntando a ele uma série de parceiros, empresários e associações, num forte envolvimento em torno deste projeto.

O Douro é uma das regiões mais fortes que temos e é ele que nos dá muita da visibilidade e da confiança que o mercado internacional tem no nosso país.

Gilberto Igrejas – IVDP

Eu penso que este evento pode constituir uma mais valia para a Região Demarcada do Douro, uma vez que capacita ainda mais a dinâmica empresarial da promoção dos Vinhos Douro e Porto.

Estou certo que, com a ajuda de todos, poderemos promover ainda mais esta região, trazer mais visitantes e alargar o espólio da riqueza desta região, sendo também um polo de atração para que mais gente decida vir viver para a Região Demarcada Douro e em particular para o Peso da Régua.

Carlos Silva – CIM Douro

É mais uma oportunidade que a região tem, com este galardão, de se promover. Se o vinho é, sem dúvida, a grande riqueza deste “excesso da natureza”, como lhe chamou Miguel Torga, então devemos aproveitá-lo para valorizarmos a nossa terra, em termos económicos, turísticos, para, com isto, colocarmos o Douro como uma atenção especial para este ano.

Biscoito Generoso celebra Cidade do Vinho

No final da cerimónia, para acompanhar o cálice de Vinho do Porto servido aos convidados, a Escola Profissional da Régua apresentou ainda o “Biscoito Generoso”, uma criação especialmente pensada para celebrar a Cidade do Vinho 2019.

“Sendo este ano a Régua Cidade do Vinho, nós na escola achamos por bem criar um biscoito que mostra-se um pouco daquilo que somos. Como na escola também produzimos vinho generoso a nossa opção recaiu então sobre um biscoito que pudesse combinar com este néctar”, afirma Manuela Lopes, diretora da escola do Rodo.

António Trindade, professor de pastelaria conta-nos ainda que “depois de alguma pesquisa optamos por um biscoito saudável que apresenta na sua composição este vinho, aos quais se juntam a avelã e o cacau, entre outros”.

,