Autarquia define medidas de apoio imediato à economia local

De acordo com o que autarquia fez saber, as medidas são fruto do trabalho em parceria com a Associação Comercial e Industrial dos concelhos do Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião e Mesão Frio (ACIR).

As medidas definidas pelo Governo, no âmbito do atual Estado de Emergência, trarão consequências graves para a economia, sobretudo, para a área do comércio e restauração, pelo que a Câmara Municipal do Peso da Régua aprovou três medidas complementares de apoio, com o objetivo de reduzir o impacto das restrições na economia familiar, no comércio e na restauração do concelho do Peso da Régua.

As medidas são:

  1. Emissão de vale, no valor de 1€/m3 de água, distribuído em anexo ao recibo, que chegará em novembro, para que as famílias usufruam do mesmo durante o mês de dezembro, podendo ser descontado no comércio tradicional e restauração;
  2. Devolução do IMI a quem exerce a exploração dos restaurantes, sejam eles proprietários ou arrendatários, referente a dois meses de 2020, através de candidatura junto da ACIR;
  3. Isenção das tarifas fixas de água e saneamento ao comércio e restauração, referentes aos meses de novembro e dezembro.

Com estas medidas complementares, a Câmara Municipal do Peso da Régua pretende apoiar as famílias, o comércio e a restauração, na certeza de que a recuperação económica depende da ajuda prestada nesta fase crucial.

,