Música e vinho compõem primeiro spa de Vinho do Porto no mundo

Está para breve a abertura do primeiro hotel spa em Santa Marta de Penaguião, um investimento do empresário António Correia que une o vinho e a música num projeto que criará cerca de 30 postos de trabalho na região.

Apesar de estar já em funcionamento, em regime “soft opening”, o “Magnificat Wine Boutique Hotel & SPA” pretende ajudar a resolver o problema da falta de camas neste território e vai ter o “primeiro SPA de vinho do Porto”, um conceito que o responsável diz ser “único no mundo” e que será apadrinhado pelos vinhos Fernão de Magalhães.

“O nome do hotel diz tudo sobre o conceito que pretendemos implementar. “Magnificat” é o nome de uma peça de Bach e “wine” pela nossa ligação aos vinhos, eu próprio sou produtor, e aqui vamos ter uma pequena adega onde os nossos clientes podem produzir vinho. Toda a decoração é inspirada nos elementos da região, feita com objetos que aqui nos são familiares. No SPA vamos apresentar produtos inovadores que temos vindo a desenvolver” conta António Correia à nossa reportagem.

A ligação à região e ao seu produto maior, o vinho, é uma evidência em cada recanto deste novo espaço. Entre os diversos serviços e espaços encontram-se uma wine shop, uma sala de provas, uma pequena adega e um spa com produtos exclusivamente derivados dos vinhos, uma experiência única para o visitante que no menu do restaurante só encontrará produtos regionais como nos conta o empresário.

“O cliente que ficar connosco certamente não irá encontrar no menu a lagosta do rio Corgo, até porque no Corgo não há lagostas. A nossa cozinha estará intimamente ligada à nossa região, é isso que o turista que vem para cá procura. Não vamos vender sonhos mas sim uma experiência”.

A paisagem envolvente é marcada pela transição entre o Douro vinhateiro e, no horizonte próximo, a serra do Alvão. O hotel está localizado ao lado da Estrada Nacional 2 (EN2) e, na sua frente, ergue-se o viaduto do Corgo, na Autoestrada 4 (A4).

“Se não tivéssemos tão perto de Vila Real e da autoestrada era mais complicado, podemos não ter aqui o rio e as vinhas que são características do Douro mas nessas áreas também já existe concorrência, aqui é diferente e numa região em que cada um só pensa em si, não se trabalha em conjunto, isto é uma vantagem”.

António Correia, proprietário da unidade hoteleira

Numa região cada vez mais desertificada e onde são escassas as oportunidades de emprego, esta nova unidade hoteleira é também uma lufada de ar fresco. Atualmente são cerca de 20 os funcionários mas o objetivo é chegar aos 36, na sua grande maioria naturais do concelho de Santa Marta de Penaguião.

“98% do nosso staff é daqui de Santa Marta, tivemos que lhes dar formação mas eles têm o Douro no seu sangue e certamente passarão essa paixão aos nossos clientes, é isso que nós queremos, não devemos ter vergonha do que somos, homens e mulheres da terra”.

Este facto é também destacado por Luís Machado, autarca local, que afirma que este é um projeto “muito importante para o concelho pelos empregos criados mas também pelo aumento da oferta de camas para os turistas”.

Para o autarca “o maior investimento no concelho” tem recebido por parte da autarquia “todo o apoio necessário” até porque este pode ser o primeiro de muitos outros projetos no concelho.

“O que custa é sempre o primeiro, depois tenho a certeza que outros se irão seguir. Queremos fazer deste projeto o início de um longo caminho no crescimento da oferta nesta área, que neste momento não temos”, afirma Luís Machado.

O “Magnificat Wine Boutique Hotel & SPA” terá um total de 44 quartos com 2 suites júnior e 2 suites presidenciais, todos eles apadrinhados por empresas da região. A inauguração ainda não tem data contudo António Correia espera que a mesma aconteça “em breve”.

,