Colt Resources vai avançar com exploração mineira em Tabuaço

(Direitos reservados)

(Direitos reservados)

A empresa mineira canadiana Colt Resources vai avançar com a exploração de tungsténio em Tabuaço, encontrando-se neste momento à procura de investidores. De acordo com Carlos André de Carvalho, presidente do município, este investimento na ordem dos 100 milhões de euros pode trazer, numa fase indireta, cerca de 1000 postos de trabalho à região.

Depois das prospeções terminadas, os testes metalúrgicos em Tabuaço acabaram por “ultrapassar as expetativas iniciais da empresa”, conta o presidente do concelho, acrescentando ainda que o “filão é melhor do que aquilo com que estavam a contar”, explica ao Viva Douro.

Para o dirigente da autarquia este investimento “tem um impacto enorme numa vila com a dimensão de Tabuaço”. De acordo com informações prestadas por Carlos André de Carvalho, a exploração da mina em Tabuaço pode significar, numa fase ainda indireta, a criação de cerca de 1000 postos de trabalho. Sendo que, já em fase de exploração do minério podem vir a ser criados 200 empregos.

O autarca acredita ainda que esta exploração não traga apenas benefícios económicos para o município, mas também para a restante região.

Carlos André de Carvalho espera que a exploração do tungsténio beneficie a ligação dos concelhos de Armamar, Tabuaço e São João da Pesqueira à autoestrada A24, na opinião do dirigente do município essa ligação não seria benéfica apenas para a indústria mineira, mas também para as inúmeras empresas produtoras de vinho. “Criar outra acessibilidade com certeza irá beneficiar a economia local”, declarou ao Viva Douro.

O autarca garantiu ainda que o processo de exploração se “encontra em andamento para se iniciar a curto prazo”, adiantando ainda que visto que as questões ambientais estão salvaguardadas, a autarquia “espera que o investimento se realize o mais rápido possível, porque será fulcral para o desenvolvimento económico-local de Tabuaço”.

Quando questionada acerca do processo, a empresa canadiana Colt Resources, adiantou apenas que se encontram à procura de investidores, não havendo para já nada em concreto.