“Prove o que é Nosso” campanha celebra gastronomia

O Município de Tabuaço associa-se à AMPV e à ARVP na comemoração dos 20 Anos da elevação da gastronomia portuguesa a Bem Imaterial do Património Cultural de Portugal. Dias 25 e 26 de Julho “Prove o que É Nosso” nos restaurantes aderentes do concelho.

Tabuaço serve à mesa o melhor da gastronomia local, um desafio que Câmara Municipal propôs a todos os restaurantes e estabelecimentos similares para assinalar os 20 anos da elevação da gastronomia a Bem Imaterial do Património Cultural.

A iniciativa parte da Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV) e da Associação das Rotas do Vinho de Portugal (ARVP) e à qual o município tabuacense não quis deixar de se associar, mais ainda numa altura em que promover os agentes económicos locais é uma prioridade a juntar à permanente divulgação do que melhor existe no território, como é o caso da gastronomia e vinhos.

“Prove o que É Nosso” serve de mote a esta iniciativa que decorre dias 25 e 26 de julho. Do cabrito ao javali, destacando ainda os peixinhos do rio ou o bolo-rei, são algumas das muitas sugestões dos restaurantes aderentes para um fim-de-semana que quer, acima de tudo, promover o melhor da gastronomia local.

E porque gastronomia e vinho andam de braço dado, o Município de Tabuaço sugere ainda que na melhor mesa esteja o melhor dos vinhos, o que passará sempre pelos vinhos dos produtores locais.

A gastronomia portuguesa foi elevada a Bem Imaterial do Património Cultural de Portugal, por Resolução do Conselho de Ministro nº 96/2000, publicado no DR nº 171/2000, Série I-B de 26 de Julho de 2000.

, ,