IMI continua na taxa mínima em Tarouca

A Câmara Municipal de Tarouca decidiu manter, em 2018, o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), do concelho, na taxa mínima, ou seja, 0,3%.

Para a autarquia esta medida reflete a “política de impostos reduzidos” que tem vindo a praticar, permitindo assim “aliviar os orçamentos das famílias tarouquenses”.

Em complemento a esta medida serão ainda beneficiados os agregados com dependentes a cargo. Nos casos em que existe um filho o benefício será de 20 euros, aumentando para 40 no caso de serem dois filhos. Os agregados com 3 ou mais filhos a seu cargo terão um desconto de 70 euros.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Tarouca, Valdemar Pereira, este apoio é mais importante do que as verbas que se podem obter com este imposto. “Apesar de abdicarmos de uma importante receita, é nosso entendimento que o apoio às famílias e ao equilíbrio dos seus orçamentos assume particular importância no incentivo à fixação da população no nosso território”, defende o autarca.

Além do IMI, a Câmara de Tarouca irá ainda criar condições para que os habitantes do concelho se candidatem aos fundos do IFFRU (Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbanas) para reabilitarem as suas habitações.

,