Milhares participaram no Festival da Juventude de Tarouca

Pelo terceiro ano consecutivo o Município de Tarouca organizou o Festival da Juventude, um evento que envolveu milhares de participantes em três dias de festa, com iniciativas espalhadas pelo concelho.

O primeiro dia do Festival da Juventude teve lugar nas piscinas municipais e a noite veio acompanhada de muito glamour, num desfile de moda realizado pelos espaços comerciais que aceitaram tal desafio e apresentaram a sua coleção e aos quais se juntou o brilho dos salões de beleza enquanto responsáveis pelo make up dos modelos que brilharam nessa noite.

“Aos presentes deixo um desafio, visitem e conheçam os produtos e serviços do nosso comércio local, estou certo da qualidade destes e do atendimento personalizado e de proximidade que só encontrarão junto dos nossos comerciantes”, afirmou no final o Vice-Presidente da Câmara Municipal, José Damião, tendo de seguida agradecido a todos os intervenientes, relembrando a importância dos nossos jovens na sociedade e aproveitando o momento para cumprimentar também a comunidade emigrante presente.

Depois do desfile de moda a festa continuou com o grupo Jazzyhouse e Dj Lu Iglesias, num ambiente único e carregado de jovialidade.

No sábado, segundo dia do evento, os jovens foram até Dalvares, a Casa do Paço recebeu o evento Summer Emotion, numa noite quente, com muita música e muita dança, num ambiente acolhedor, juvenil e único.

Para além dos jovens do concelho que são presença habitual nesta noite, cada vez mais se percebe a comparência de jovens dos concelhos limítrofes que consideram esta festa uma referência regional.

Os animadores da noite foram o DJ MIKE J, a DJ JESSY M e o DJ RIBEIRO, que trouxeram ritmo, cor e muita alegria aos presentes, num espaço acolhedor e capaz de criar ou fortalecer laços de amizade entre os nossos jovens.

A praia fluvial de Mondim da Beira foi o local escolhido para o encerramento da III edição do Festival da Juventude, numa aula de Zumba diferente, em contacto direto com a natureza, animada pelos instrutores Victor Dourado, Liliana Castro e Bruno Simões, seguindo-se o DJ Igor Guimarães.

Muita alegria e dança, mergulhos no Rio Varosa e um ambiente de festa, foram os ingredientes chave para o encerramento deste evento.

“Temos uma comunidade emigrante muito forte e um conjunto de jovens que procura a sua formação, essencialmente académica, fora do nosso território. Nesta altura de verão todos eles regressam e esta é uma oferta que lhes damos, desenvolvendo, ao longo de três dias, um conjunto de atividades mais centradas nos jovens mas que, em alguns momentos, acabam por envolver toda a comunidade”, afirmou José Damião ao VivaDouro.

A descentralização do evento é uma característica singular e que pretende envolver os jovens com o seu território não se limitando as atividades à sede do concelho. “É importante fazer esta mobilização dos jovens pelo concelho e ao longo destas três edições vamos sempre escolhendo locais diferentes”, afirma o vice-presidente da autarquia.

Quanto ao futuro do festival, para José Damião o objetivo é o crescimento ano após ano, “este evento é para crescer, não queremos eternizar este formato, contudo neste momento faltam-nos algumas infraestruturas essenciais como por exemplo um parque de campismo. As obras de requalificação que estamos a fazer no Morro da Alcácima e a regeneração do Parque Ribeirinho, irão permitir ter outras condições que ajudarão este evento a crescer, mesmo até no número de pessoas que nele participam”.

,