Alunos do 1º ciclo do preparados para ensino à distância

Os alunos do 1º ciclo do Agrupamento de Escolas de Torre de Moncorvo estão preparados para ensino à distância depois de, no dia 4 de fevereiro, o Vice-presidente da Câmara Municipal, Victor Moreira, e o Diretor do Agrupamento de Escolas, Luís Rei, procederam à entrega de todos os computadores portáteis e internet de banda larga aos que não dispunham destes meios informáticos.

No total foram entregues 65 computadores e acessos à internet de banda larga. O município já tinha disponibilizado 52 computadores, tendo agora entregue mais 13, devido à atualização por parte do agrupamento da lista das necessidades.

O Vice-presidente da Câmara Municipal de Torre de Moncorvo e vereador responsável pela educação, Victor Moreira, salientou que o fornecimento dos computadores “não invalida, à semelhança do que fizemos no confinamento passado, a entrega dos manuais em papel”, de forma a colmatar possíveis dificuldades que venham a surgir com a utilização dos computadores. Os manuais em papel são disponibilizados pelo agrupamento e distribuídos pelo Município de Torre de Moncorvo pelas freguesias, de forma a chegarem aos alunos.

“Também tínhamos apoiado os alunos do 2º e 3 ciclo, ensino secundário e profissional se na altura tivessem chegado os computadores que tínhamos solicitado e para os quais fizemos contrato”, acrescentou Victor Moreira.

Já o Diretor do Agrupamento de Escolas de Torre de Moncorvo, Luís Rei, afirma que “com estes meios, evidentemente, é muito mais fácil, tanto para os professores como para os alunos, manterem o contacto e as aulas em permanência.”

A Câmara Municipal de Torre de Moncorvo disponibilizou uma equipa técnica na área da informática para explicar aos alunos e encarregados de educação os princípios básicos para funcionar com o computador, aceder às aulas online e os cuidados a ter com o material informático.

O Vice-presidente da Câmara Municipal de Torre de Moncorvo considera que a educação e a ação social são as áreas “mais prioritárias para este executivo”, sendo que neste caso, “estamos a aliar duas coisas: o acesso à educação e o apoio àqueles que mais necessitam.”

,