Autarca de Vila Real abdica de eventual vacinação Covid-19 prioritária

O Presidente do Município de Vila Real, Rui Santos, decidiu hoje que não irá ser vacinado prioritariamente, mesmo que seja deliberado nacionalmente a vacinação aos titulares de cargos políticos.

Rui Santos afirmou “não sou contra a medida de vacinar aqueles que têm de manter o Estado a funcionar numa altura tão difícil, mas considero que tenho condições para ceder a minha vez a alguém que precise mais urgentemente do que eu. Ainda vivemos um tempo de carência de vacinas para a generalidade da população e se eu mantiver um comportamento responsável, cumprindo todas as indicações das autoridades de saúde, poderei aguardar mais um pouco”.

Assim, o autarca de Vila Real será contactado como qualquer cidadã ou cidadão e receberá a sua vacina em momento semelhante ao resto da população.

Na nota que o município enviou às redações o Presidente “mantem o apelo a todas e todos os Vila-realenses para que cumpram as regras do período de confinamento que vivemos, evitando propagar a Covid-19”, apelando “ainda a que todas e todos usem sempre máscara, lavem e desinfetem as mãos, para além de manterem a distância social necessária, sempre que não possam ficar nos seus domicílios”.

,