CHTMAD poupa cerca de 700 mil euros com projeto de eficiência energética

No seguimento dos investimentos realizados na área da eficiência energética, o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD) obteve uma redução efetiva da fatura energética, num valor que rondou os 700 mil euros.

Este projeto de grande dimensão, financiado pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), teve como principal objetivo a reabilitação dos sistemas energéticos, bem como a sustentabilidade ambiental.

Assim, a substituição de sistemas mais antigos e menos eficientes, bem como a instalação de sistemas de energia renovável, através de painéis solares fotovoltaicos e matéria orgânica, resultam não apenas na poupança económica, mas acima de tudo em novos comportamentos ambientais que fazem a diferença para o futuro.

Desta forma, na Unidade Hospitalar de Vila Real, e através deste projeto, foram substituídas para a tecnologia LED cerca de 6500 lâmpadas de iluminação interna e externa. Esta medida constitui uma grande poupança, tanto pela durabilidade dos materiais, como pelo menor gasto de energia e maior eficiência na iluminação.

Em simultâneo, para a produção de energia elétrica, foram instalados 2060 painéis fotovoltaicos, permitindo, desta forma, a utilização de eletricidade durante o dia sem necessidade de recurso a energia da rede.

De igual modo, para a produção de água quente para aquecimento e águas sanitárias, foram colocados 200 painéis solares, bem como caldeiras de condensação a gás e pellets (energia totalmente ecológica).

Estruturalmente, os edifícios sofreram intervenções no revestimento e isolamento, substituindo-se os envidraçados por soluções térmicas mais eficientes, criando condições de maior conforto para os utentes e profissionais.

Para Fernando Alves, Vogal Executivo do Conselho de Administração do CHTMAD, “esta intervenção no domínio da eficiência energética é deveras importante, não apenas pelo retorno económico a curto prazo, mas também pela possibilidade de adicionarmos um maior conforto e segurança aos nossos utentes. Acresce a isto a possibilidade de trabalharmos numa ótica de sustentabilidade que constitui, atualmente, uma grande preocupação para quem tem responsabilidades de gestão”.

Para este Conselho de Administração, a transição energética e a sustentabilidade ambiental e económica são sempre considerados nos projetos que envolvem a Instituição.

A implementação de um projeto idêntico já começa a ser delineado para a Unidade Hospitalar de Chaves, concretizando-se, assim, este projeto de eficiência energética em todas as Unidades do CHTMAD.

,