Equipa de bombeiros em permanência no Túnel do Marão

Segundo declarações feitas ontem pelo presidente da Câmara de Vila Real, uma equipa de bombeiros estará, em permanência, no centro de controlo e comando do Túnel do Marão, podendo assim dar uma resposta imediata em caso de acidente ou incêndio.

Segundo Rui Santos, em declarações à agência Lusa, esta é a solução que vai ser implementada no Túnel do Marão, em resultado de um acordo entre a Autoridade nacional de Protecção Civil (ANPC), a Infra-estruturas de Portugal (IP) e uma corporação de bombeiros da região.

“Haverá um grupo de bombeiros em permanência no posto de controlo e comando que monitorizará não só o tráfego como terá um veículo de emergência à porta do túnel para agir de imediato caso haja um acidente”, afirmou o autara que completou ainda dizendo que se trata “de um ganho significativo, porque teremos auxílio imediato. Haverá uma monitorização permanente e uma capacidade de reacção imediata”.

Por sua vez, o Ministério das Infra-estruturas anunciou ontem que, a 26 de Abril, “entrará em funcionamento o centro de comando do túnel”, sem, no entanto, adiantar em que moldes será esse funcionamento.

O ministério informou ainda que, também no dia 26, vão ser apresentados publicamente os novos planos de actuação para o Túnel do Marão

A elaboração do plano de Prevenção e a revisão dos planos de Emergência Interna e Prévio de Intervenção foram determinados por um despacho conjunto dos secretários de estado da Protecção Civil, Artur Neves, e das Infra-estruturas, Guilherme d’Oliveira Martins, tendo sido entregues ao Governo, em Março, pela IP e a ANPC.

Este despacho conjunto foi publicado em Fevereiro e surgiu na sequência do inquérito ordenado ao incêndio num autocarro que ocorreu em Junho de 2017, dentro do túnel, que não provocou feridos, levou ao encerramento da infra-estrutura e originou muitas críticas relacionadas com a segurança.

,