UTAD aberta 24 horas para promover sustentabilidade

No dia 22 de setembro a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro estará aberta durante 24 horas num evento que pretende promover a sustentabilidade.

Amadeu Borges é Pró-Reitor com responsabilidade na área do Património e Sustentabilidade, investigador do laboratório de Ciências Térmicas, e é o responsável pela organização deste evento.

Em conversa com o nosso jornal, Amadeu Borges explica que “O ECO@UTAD, com financiamento do N2020, visa a promoção da sustentabilidade nos seus quatro pilares fundamentais: o ecologicamente correto, o economicamente viável, o socialmente justo e o culturalmente diverso”.

Para o Pró-Reitor, esta é ainda uma oportunidade de dar a conhecer o Ecocampus da Universidade e o seu Jardim Botânico, “o maior de Portugal e um dos maiores da Europa”. “No fundo, é abrir o Ecocampus à comunidade e dizer que este é, também, um espaço ao dispor e que merece ser visitado e partilhado”.

No total, ao longo das 24 horas, irão decorrer mais de 30 atividades incluindo jogos, concertos, artes performativas e atelieres, para um público que se pretende de diversas gerações.

O programa começa a olhar para as estrelas, com a colaboração do Núcleo de Astronomia da UTAD, ainda antes mesmo do arranque oficial do evento que está marcado para as zero horas de dia 22.

Grande parte das atividades decorrerá na zona histórica do Ecocampus, com entrada gratuita e sem necessidade de inscrição. Por cada pessoa que aderir a este evento, a UTAD oferecerá uma árvore para posterior plantação em área a definir em articulação com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), estando já prevista a doação de um total de 6.000 árvores, que serão plantadas no Parque Natural do Alvão.

Uma das características únicas deste evento será o acampamento que vai ser montado dentro do Ecocampus em parceria com o Corpo Nacional de Escutas, onde se pretende evidenciar as boas práticas ambientais e de sustentabilidade nos espaços naturais.

Numa altura em que as preocupações ambientais estão na ordem do dia, Amadeu Borges acredita que o Eco@UTAD é uma boa oportunidade para a promoção do Ecocampus e do Jardim Botânico da UTAD, ao mesmo tempo que se pretende disseminar o conhecimento das boas práticas ambientais, promovendo um comportamento mais sustentável e mais próximo do que é natural.

Estas questões já são antigas. Contudo, hoje, com os meios que temos ao dispor, a informação corre mais rápido e as pessoas olham para as questões ambientais e da sustentabilidade com outros olhos, mais preocupadas. É a altura certa para descodificar muita da informação que chega ao público numa linguagem nem sempre explicita, refere Amadeu Borges.

Patente nesta iniciativa está, também, a cultura duriense, território onde o Ecocampus da UTAD está inserido.

No mesmo dia, serão, também, entregues à academia as primeiras bicicletas no âmbito do projeto de mobilidade Ubike UTAD, financiadas pelo POSEUR, com a presença do Ministro do Ambiente, Matos Fernandes, que fará o trajeto entre a praça do Município e a Universidade a pedalar numa dessas bicicletas.

“Os modos suaves de deslocação, a mobilidade elétrica e a mobilidade pouco poluente, são fundamentais numa política de sustentabilidade, e contribuem de forma decisiva para a descarbonização e na melhoria do desempenho ambiental do Campus da UTAD, indo ao encontro de uma estratégia alargada para um Ecocampus mais sustentável”, refere Amadeu Borges.

Integrado na mesma estratégia, com financiamento do Fundo Ambiental, também, neste dia entrarão em funcionamento os dois postos de carregamento de viaturas elétricas instalados no Ecocampus e integrados na rede mobi.e, bem como entram ao serviço duas novas viaturas elétricas ao serviço da academia.

,