UTAD assina protocolo com Santander Totta

O acordo, assinado no início do mês de setembro, vai estender o mecenato universitário deste banco àquela instituição de ensino superior que pretende investir na criação do primeiro campus ecologicamente sustentável do país. Apoio social a estudantes, intercâmbio com universidades estrangeiras e o fomento da inovação são outras das áreas em que as duas entidades vão trabalhar em conjunto.

“Este acordo reforça atividades em curso e abre novas oportunidades para a comunidade académica”, resumiu António Fontainhas Fernandes, reitor da UTAD.

Concretizando os benefícios que vão resultar para a UTAD desta parceria, Fontainhas Fernandes avançou que a mesma “reforça medidas emblemáticas, como o fundo de apoio social que permite ajudar alunos com dificuldades económicas, bem como o fomento da mobilidade dos estudantes e de atividades de inovação e de empreendedorismo”. Além disso, salientou o reitor, está também previsto o apoio do banco no “fomento de novas iniciativas da comunidade académica” dando o exemplo da “Eco Universidade para o Futuro”, um projeto que, segundo diz, dá cumprimento a “um dos principais desígnios do plano estratégico para o próximo quadriénio” da universidade.

Quando cumprido, este projeto dará origem àquele que será o primeiro eco-campus português, isto é, um recinto universitário com a menor pegada de carbono possível. “A UTAD ambiciona a transformação do campus num laboratório experimental vivo e evolutivo com soluções inteligentes, pensadas à luz do conceito de ‘smart cities’, que respeitem a identidade da universidade e a sua imagem de marca associada ao Jardim Botânico, com formatos inovadores de convívio, de interatividade, de lazer e de desporto, que estimulem estilos de vida saudáveis”, afirma António Fontainhas Fernandes.

Criar emprego e apostar na inovação

Outra das áreas em vista com esta parceria diz respeito às iniciativas de aproximação ao mercado de trabalho. Neste âmbito, segundo fontes do banco, o mesmo irá facultar à UTAD, durante os primeiros três anos de vigência deste acordo, o acesso ao Programa de Bolsas de Estágio Santander Universidades.

Fontainhas Fernandes, Reitor da UTAD

A promoção do emprego segue a par do fomento da inovação e da transferência tecnológica, também visadas pelo acordo entre as duas instituições. “As novas atribuições das universidades passam pelo reforço da área do empreendedorismo e da inovação, quer em matéria das competências dos estudantes, quer no fomento de dinâmicas que se traduzam na criação do emprego e de empresas pelos estudantes”, explicou o reitor da instituição. “Esta parceria vai permitir apoiar a formação dos estudantes nesta área, mas também gerar dinâmicas de transferência do conhecimento produzido para novos negócios, em articulação com o tecido empresarial”, concluiu.

Outra das áreas abrangidas por este protocolo é o reforço do grau de internacionalização universitária da UTAD – através da mobilidade de estudantes, docentes e investigadores. A emissão de um Cartão Universitário Inteligente para agilizar os procedimentos da comunidade académica, reduzir custos e aumentar a segurança de pessoas e património da universidade, será também uma realidade à luz deste acordo.

“A UTAD é uma universidade de excelência e uma instituição de ensino superior do nosso país com uma crescente reputação a nível nacional e internacional”, disse Marcos Soares Ribeiro, diretor-coordenador do Santander Universidades. “É agora também um parceiro muito importante para o Santander Totta, com quem o banco espera manter uma relação cada vez próxima nos próximos anos”, rematou.

Após a assinatura do acordo, também a diretora de Relações Institucionais e Projetos Universitários do Santander Totta, Cristina Dias Neves, elogiou a parceria firmada e exaltou o envolvimento do banco com o meio académico. “Este convénio é mais um passo no aprofundamento da nossa excelente relação institucional com as universidades portuguesas, e que muito nos orgulha”, disse.

, ,