Vila Real aprova orçamento de 61,5M€ para 2022

0

A reunião de Câmara Municipal em que foram apresentados e votados o Orçamento e Grandes Opções do Plano para o próximo ano decorreu no passado dia 16. Ambos os documentos receberam os votos favoráveis dos vereadores eleitos pelo Partido Socialista e a abstenção dos vereadores da oposição.

De destacar ainda que, tal como tem sido habitual, o Executivo Municipal contactou todos os partidos que concorreram às eleições autárquicas, solicitando propostas para estes documentos. Foram recebidas por parte dos partidos políticos Chega e Bloco de Esquerda, que foram analisadas e, dentro do possível, incorporadas.

Num ano particularmente difícil, já que foi chumbado o Orçamento de Estado, o Município viu-se na necessidade de elaborar os documentos previsionais para 2022 sem conhecer o valor que virá a ser transferido para a autarquia. Essa circunstância significará, inevitavelmente, que o Orçamento Municipal terá que ser revisto quando forem conhecidos os valores do Orçamento do Estado. Acresce que, dada a incerteza provocada por esta situação, considerou-se que seria pertinente assegurar o nível de receitas do Município, de forma a manter o serviço público prestado, não havendo espaço para alterações ao nível da fiscalidade municipal.

Assim, o orçamento para 2022 terá um valor total inicial de 61.500.000 de euros, distribuídos por 33.100.000 de euros de despesas correntes e 28.400.000 de euros de despesas de capital. Esta divisão permite que, através das despesas correntes, o Município assegure o cumprimento de todos os seus compromissos ao nível do apoio à educação, à ação social, ao combate à pandemia Covid-19, às associações e coletividades, bem como às Juntas de Freguesia.

A dotação das despesas de capital, por seu turno, sustenta a conclusão de várias obras e lançamento de novos investimentos, que vão ao encontro das necessidades das populações. Neste capítulo destacam-se as novas Piscinas de Codessais, o Pavilhão Desportivo que pertencia à Escola Diogo Cão, as obras de reabilitação urbana do PEDU, a Nova Zona Empresarial, entre tantas outras.

Assim, o Município de Vila Real mantém uma saúde financeira excecional, que lhe permite continuar a melhorar o serviço prestado aos Vila-realenses, recorrer a financiamento comunitário sempre que ele está disponível e ser uma das dez melhores autarquias do país a pagar aos seus fornecedores.