Carlos Carvalho: “Decidir é difícil porque nunca há uma decisão perfeita”

Carlos Carvalho, preside desde novembro de 2013 a Câmara Municipal de Tabuaço

Carlos Carvalho, preside desde novembro de 2013 a Câmara Municipal de Tabuaço

Carlos Carvalho preside a Câmara Municipal de Tabuaço desde novembro de 2013, tendo desde essa altura como principal prioridade a estabilidade financeira do município. O VivaDouro acompanhou o autarca em mais uma rúbrica “Um dia com o Presidente”.

A manhã começou com uma reunião de câmara aberta ao público, seguida de um almoço no âmbito da organização do Rally Vinho do Porto, que teve a primeira edição no ano passado e que se volta a repetir no mês de setembro.

Habitualmente, os dias do autarca começam cedo, sempre que pode, tenta ir para a câmara logo de manhã, visto que, de acordo com Carlos Carvalho esta “é a fase do dia em que se consegue fazer mais coisas”, explica.

Apesar de cada dia ser diferente do anterior, há situações que acabam por se repetir diariamente, nomeadamente as várias reuniões em que tem que participar, no entanto, para o chefe de concelho uma das “grandes vantagens que este tipo de trabalho tem é o facto de nenhum dia se repetir”. Carlos Carvalho sublinha que o município se encontra a trabalhar com pessoas e “as pessoas são todas diferentes umas das outras, o que faz com que dificilmente se repita um dia”, referiu. Acrescentando ainda que “no fundo a única rotina dos dias é tentar todos os dias fazer um bocadinho melhor do que aquilo que fizemos no dia antes”.

Em conversa, o autarca referiu que a conjuntura económica que se vive atualmente é um dos principais problemas que o concelho atravessa, “temos um valor de endividamento claramente superior aquilo que a nossa capacidade financeira permite”, explicou Carlos Carvalho.

Aliada a esta situação, o presidente refere ainda a migração da população mais jovem para outros pontos do país devido à falta de emprego. “Existe cada vez mais uma maior formação daquilo que é a nossa população mas essa formação não resulta num acréscimo da qualidade dos nossos serviços visto que as pessoas têm que sair porque nós não conseguimos gerar a tal riqueza que permita maior investimento”, afirmou ao VivaDouro.

Carlos Carvalho referiu no entanto que o município tem como objetivo apostar nas potencialidades como forma de colmatar estas situações, sendo que neste ponto o aproveitamento do Turismo se apresenta como uma prioridade. “Temos cada vez mais unidades hoteleiras que permitem que as pessoas fiquem bem e fiquem em conta, quer a nível de Turismo de habitação quer de Hotéis de maiores dimensões”, esclareceu.

O autarca referiu ainda o “enorme potencial agrícola” que Tabuaço detém, sendo que a estratégia adotada pela autarquia é “identificar estes pontos fortes” para conseguir “criar algumas dinâmicas”, referiu Carlos Carvalho.

Depois de uma pequena conversa entre o presidente e o VivaDouro, o autarca dirigiu-se para uma reunião do Concelho Local de Associação Social, que se realiza trimestralmente. Sendo que esta sessão tinha como objetivo a aprovação do plano de desenvolvimento social.

Após conhecermos as instalações da câmara, o VivaDouro acompanhou o autarca em visita a algumas aldeias do concelho, no âmbito de intervenções que irão ser feitas nestes territórios tendo em conta o próximo quadro comunitário 2014-2020, dentro dos perímetros urbanos.

“No fundo pretendemos delimitar uma área de cada uma delas, área essa que nos permitirá intervir na requalificação dos espaços públicos” e de “alguns equipamentos”, explicou o autarca.

A visita começou em Sendim, a segunda maior freguesia do concelho. No que diz respeito a esta aldeia, Carlos Carvalho gostava de ver feitas algumas requalificações, “nomeadamente o centro paroquial, a criação de um novo edifício” e a “requalificação da escola”, afirma.

, , , ,