Doze detidos por posse de armas de guerra em Vila Real

Foto: Direitos Reservados

Foto: Direitos Reservados

Quatro dos doze detidos pela Policia Judiciária, em Vila Real, por terem na sua posse diversos armamentos de guerra vão ficar em prisão preventiva. Os restantes arguidos vão aguardar julgamento em liberdade, sete com termo de identidade e residência e um com apresentações periódicas às autoridades.

Entre os  detidos encontra-se um sargento para-quedista.

Os suspeitos têm idades compreendidas entre os 30 e os 71 anos, sendo que, de acordo com a Policia Judiciária, foi realizada “uma importante operação policial em várias localidades do Norte do País”, tendo sido levadas a cabo vinte buscas domiciliárias.

Na sequência das buscas domiciliárias foram apreendidas, “5058 munições de diversos calibres, 22 armas curtas, 9 armas longas, 6 armas elétricas, 9 aerossóis, 12 armas brancas, 8 granadas, 3 sabres baioneta, cerca de 1000 artigos considerados material de guerra e fardamento militar e ainda centenas de peças de armas de fogo (carregadores, carcaças, coronhas, platinas, corrediças, canos, etc.)”.

Operação foi levada a cabo pela Polícia Judiciária e contou com a cooperação da Polícia Judiciária Militar, da PSP e da GNR.

 

 

, , , , ,