Festa dos Saberes e Sabores do Douro animou S. João da Pesqueira ao longo de três fins-de-semana

A autarquia faz um balanço positivo desta edição do certame/ Foto: Salomé Ferreira

A autarquia faz um balanço positivo desta edição do certame/ Foto: Salomé Ferreira

O concelho de São João da Pesqueira recebeu, ao longo de três fins-de-semana, a Festa dos Saberes e Sabores do Douro, com o principal objetivo de promover as potencialidades do município. A autarquia faz um balanço positivo da edição deste ano do certame, ressalva no entanto que gostariam de “receber mais visitantes”.

Com o objetivo de promover a região no âmbito da época das Amendoeiras em Flor, o município de São João da Pesqueira voltou a promover o certame que expõe os produtos agrícolas, gastronómicos e de artesanato produzidos na região.

As ruas da vila encheram-se de animação, onde os produtos regionais como o vinho, o azeite, os enchidos e os queijos se juntaram a diversos eventos culturais promovidos pelas associações do concelho, nomeadamente através da atuação de grupos musicais e de dança da região.

“Este evento que a Câmara promove em parceria com a Escola Profissional é uma atividade que serve principalmente para dar a conhecer todas as potencialidades que temos e aproveitar esta época da flor da amendoeira em que as pessoas gostam de passear, numa altura em que não se fala de vinho, mas sim de flor de amendoeira e paisagem”, afirmou ao VivaDouro José Fontão Tulha, presidente da Câmara Municipal de São João da Pesqueira.

O edil destaca ainda a importância do certame para que os produtores da região tenham “possibilidade de vender os seus produtos de uma forma digna”, colmatando assim algumas dificuldades sentidas no escoamento dos produtos.

Participaram cerca de 50 expositores nesta edição da Festa dos Saberes e Sabores do Douro, sendo que de acordo com José Fontão Tulha, as pessoas que se encontravam a expor na feira “mostraram-se contentes com o resultado final”, revelou ao VivaDouro.

Mónica Pacheco, já participa no evento há alguns anos, com a venda de produtos típicos da região, nomeadamente o pão Caseiro, bolos de azeite, Filhós e Biscoitos.

De acordo com a Mónica Pacheco, “o negócio correu bem este ano”, sendo que o público que mais procura este tipo de produtos são “as pessoas de S. João da Pesqueira e das freguesias”, constatou.

“Esta feira é boa porque é uma maneira dos produtores exporem os seus produtos e de divulgarem”, acrescentou.

José Carlos Corte Real, representante dos Vinhos do Vilarouco, é um participante assíduo no certame com produtos como o vinho, o azeite e a amêndoa, sendo que na opinião do produtor esta edição, “correu bem, uma vez que há mais afluência apesar do fraco poder de compra das pessoas”, afirmou ao VivaDouro.

No que diz respeito ao número de visitantes, José Fontão Tulha revela que apesar do problema das acessibilidades, “esteve muita gente a passar em São João da Pesqueira, foi um número relativamente grande”, revelou, apesar de não conseguir aferir um número exato de visitantes.

O edil faz um balanço positivo do certame, no entanto revela que “queria mais”. “É sempre bom perceber que as pessoas de certa forma estão contentes com o resultado final, mas como digo gostava de ter mais gente, mas no fundo fico contente com o resultado”, concluiu.

, , , , ,