Sernancelhe realiza VIII Feira Aquiliniana de 3 a 5 de junho

Sernancelhe realiza VIII Feira Aquiliniana de 3 a 5 de junho/ Foto: Direitos Reservados

Sernancelhe realiza VIII Feira Aquiliniana de 3 a 5 de junho/ Foto: Direitos Reservados

Decorrerá durante os dias 3, 4 e 5 de junho, no terreiro do Santuário da Lapa, em Sernancelhe, a VIII Feira Aquiliniana, evento que pretende ser uma homenagem a Aquilino Ribeiro e à Lapa, duas marcas do concelho.

Com mais de cinco séculos, a Lapa é um dos principais centros de romagem em Portugal e Aquilino Ribeiro é um dos mais reconhecidos escritores portugueses do século XX, que mereceu honras de Panteão Nacional em 2007.

Facto que, na opinião de Carlos Silva, presidente da autarquia, faz do município de Sernancelhe um “privilegiado por contar com estes dois símbolos da nossa identidade e por poder continuar a valorizar aquilo que nos distingue não só em termos culturais, mas também ao nível do património”, afirmou ao VivaDouro.

Nesse sentido, a autarquia decidiu juntar estas duas referências históricas do concelho neste evento, prometendo assim “uma viagem no tempo, mais concretamente a finais do século XIX, início do século XX”, uma vez que o evento recria “com rigor”, todo o “cenário, os trajes, as atividades, a cultura, os ritos e rituais e as romarias tradicionais descritas precisamente por Mestre Aquilino nas suas obras”, explica ao edil.

Sernancelhe realiza VIII Feira Aquiliniana de 3 a 5 de junho/ Foto: Direitos Reservados

Sernancelhe realiza VIII Feira Aquiliniana de 3 a 5 de junho/ Foto: Direitos Reservados

Para o município de Sernancelhe a Feira Aquiliniana constitui-se como “uma oportunidade estratégica para atrair visitantes e curiosos à Lapa e despertar o interesse em que conheçam Aquilino Ribeiro, a sua vida e a sua obra”, declarou Carlos Silva.

“Olhamos para este evento como um bom exemplo de que é possível recuar no tempo, ao tempo dos nossos antepassados, e mostrar como eles viviam, como se divertiam, como encaravam a vida e o que os alegrava”, acrescentou.

A Feira vai contar com representações cénicas dos hábitos e costumes tradicionais por grupos etnográficos e de teatro, animação de rua e dramatização de excertos das obras de Aquilino Ribeiro pelos alunos das escolas do concelho, atuações de ranchos folclóricos e grupos de concertinas e fado à desgarrada e uma mostra permanente de artesanato e de produtos regionais.

“A Feira Aquiliniana é um evento de grande autenticidade, num espaço pleno de história, procurando representar cinco séculos de sã convivência entre o sagrado e o profano, através precisamente das brilhantes descrições que Mestre Aquilino Ribeiro nos legou”, explica Carlos Silva.

O certame abrirá com a apresentação pública do n.º 3 da “aquilino”, Revista Literária do Município de Sernancelhe, ao início da noite de 3 de junho, nos claustros do Colégio da Lapa, obra que Carlos Silva considera “um trabalho inédito, de grande qualidade, dedicado à vida e obra de Aquilino Ribeiro”. O trabalho foi dirigido por Paulo Neto, com a colaboração especial de Alberto Correia e do neto do escritor.

 

, , , , ,