Sessões de “showcooking” foram a grande novidade da XXI Feira da Maçã, do Azeite e do Vinho

Concelho produz cerca de sete milhões de euros de maçã/ Foto: Salomé Ferreira

Concelho produz cerca de sete milhões de euros de maçã/ Foto: Salomé Ferreira

Entre os dias 26 e 28 de agosto, o mais importante evento anual do concelho de Carrazeda de Ansiães juntou mais de 100 expositores representativos das áreas da economia local, como os produtos regionais, o artesanato e a alimentação, além de entidades locais e regionais, com o objetivo de promover, divulgar e vender os produtos regionais.

A autarquia faz um balanço positivo da XXI Feira da Maçã, do Vinho e do Azeite, “tivemos mais inscrições a nível de entidades e instituições do que no ano passado”, revelou ao VivaDouro Roberto Lopes, vereador da Câmara Municipal.

“Os expositores revelaram que a participação foi muito positiva e conseguiram superar as vendas do ano passado”, acrescentou o membro da autarquia.

Os três produtos em destaque no certame representam uma produção de cerca de 20 milhões de euros no concelho, sendo que 10 milhões correspondem ao vinho, cerca de sete milhões à maçã e três milhões a azeite.

De acordo com a autarquia, a “maior preocupação” neste momento é a “comercialização e a valorização do produto”, afirmou José Luís Correia, presidente da autarquia, na inauguração do certame.

 

A Novidade deste ano da feira foi a iniciativa dedicada à gastronomia, que ao longo dos três dias vai reuniu chefes de cozinha para mostrarem aos visitantes pratos confecionados com produtos locais, com especial destaque para a maçã, vinho e azeite/ Foto: Salomé Ferreira

A Novidade deste ano da feira foi a iniciativa dedicada à gastronomia, que ao longo dos três dias vai reuniu chefes de cozinha para mostrarem aos visitantes pratos confecionados com produtos locais, com especial destaque para a maçã, vinho e azeite/ Foto: Salomé Ferreira

A Novidade deste ano da feira foi a iniciativa dedicada à gastronomia, que ao longo dos três dias vai reuniu chefes de cozinha para mostrarem aos visitantes pratos confecionados com produtos locais, com especial destaque para a maçã, vinho e azeite.

As sessões de “showcooking” contaram, no primeiro dia, com a presença das crianças do concelho, “como forma de despertar o interesse dos mais novos pela preparação e confeção de alimentos”.

Número de expositores aumentou na XXI edição da Feira da Maçã, do Vinho e do Azeite

Ana Ferreira (esquerda) e a sua sócia, comerciantes na feira/ Foto: Salomé Ferreira

Ana Ferreira (esquerda) e a sua sócia, comerciantes na feira/ Foto: Salomé Ferreira

Ana Ferreira encontra-se a participar pela primeira vez na feira enquanto produtora, “temos vários produtos feitos à base da maçã, como a Sidra, compotas, maçã em Calda”, explicou ao VivaDouro.

Na opinião da comerciante a feira “ajuda a divulgar os produtos da região e a levar o nome de Carrazeda além do concelho”, confessou.

Nuno Castro, comerciante/ Foto: Salomé Ferreira

Nuno Castro, comerciante/ Foto: Salomé Ferreira

Nuno Castro dedica-se à produção de azeite e vinho e acredita que o certame é bom “para vender mas também para divulgar os produtos”, uma vez que “durante o ano há clientes que ligam, que passaram por cá e nos ficaram a conhecer na feira”, afirmou.

Mónica Prazeres, comerciante/ Foto: Salomé Ferreira

Mónica Prazeres, comerciante/ Foto: Salomé Ferreira

Na área do vinho, Mónica Prazeres, revela que o certame é importante para angariar novos clientes, uma vez que têm “tido vários contactos e vendas a pessoas particulares que passam na feira”, revelou ao VivaDouro.

, , , , ,