Aldeia dos Pereiros viu o seu sonho concretizado

A aldeia dos Pereiros, São João da Pesqueira, viu o seu sonho concretizado através de um cruzeiro no rio Douro, no passado dia 16 de maio, no âmbito do projeto “Aldeia dos Sonhos”, lançado pela fundação Inatel.

O dia começou cedo na aldeia dos Pereiros. O relógio marcava as sete horas da manhã e a agitação pouco comum que se ouvia na rua fazia notar que algo de diferente se passava. Eram várias as emoções sentidas, desde a alegria até à ansiedade, mas a palavra de ordem era sonho. Apesar de estarem habituados a olhar para o rio a partir das margens, a maior parte dos habitantes da aldeia ainda não tinha tido oportunidade de navegar nele.

Depois de terem descido da Aldeia dos Pereiros até ao Peso da Régua, onde embarcaram, as cerca de 50 pessoas começaram a concretização do sonho. Apesar do entusiasmo, o nervosismo nem sempre se conseguia esconder, “eu estava com muito medo, mas está a ser melhor do que eu pensava”, revelou Maria Antónia, habitante da aldeia.

A candidatura realizada pela Associação dos Amigos de Pereiros ao projeto “Aldeia dos Sonhos”, destinado a aldeias com menos de 100 habitantes concedeu à aldeia do concelho de São João da Pesqueira um dos três lugares entre as 65 candidaturas apresentadas a nível nacional. De acordo com Alberto Silva Fernandes, presidente da associação, “as freguesias estavam pouco dinamizadas e a associação assumiu a candidatura da aldeia dos Pereiros”, foi assim que surgiu a oportunidade de realizar o passeio de barco.

“Pareceu-me um projeto bastante agradável”, confessou Alberto Silva Fernandes, ao mesmo tempo que explicou que “as pessoas estão numa aldeia que fica a poucos quilómetros do rio Douro mas a maior parte delas nunca passeou no rio Douro”.

José Fontão Tulha, presidente da Câmara Municipal de São João da Pesqueira, considera que este passeio funcionou como uma forma de reconhecimento para o território, “veio dignificar a própria aldeia, para as pessoas perceberem que no interior também existem coisas que valem a pena visitar”, afirmou o autarca.

Apesar de para cerca de 90% dos participantes esta ter sido a primeira vez que andaram de barco no rio, nem todos se estrearam nesta aventura. Preciosa Frederico, a mais velha entre os habitantes que participaram na iniciativa, já tinha realizado a travessia inúmeras vezes. No entanto, considera “a viagem sempre linda”, “nunca nos cansamos de ver porque a paisagem é maravilhosa”, acrescentou.

“É mais bonito na primavera e no outono, com as cores como se fosse um pintor que andou por aqui a pintar uma tela, é um encanto o nosso Douro”, descreveu Preciosa Frederico.

Também Ludovino Fernandes já tem experiência neste tipo de passeios, mesmo assim confessa que “é sempre engraçado e atrativo o passeio pelo rio Douro. “Passando pelas estradas não temos a mesma sensação e a mesma visão da paisagem que surge de um lado e de outro, por isso é sempre agradável”, explicou.

Maria Alice Fernandes, membro da Associação dos Amigos de Pereiros, salienta a importância do projeto, sublinhando o facto de que “muitas pessoas não teriam oportunidade de fazer esta viagem noutras circunstâncias”.

Preciosa Frederico contou ao VivaDouro que o passeio é importante para as pessoas “porque é um dia que saem de casa, é um dia feliz e de convívio”. Manuel João, padre da freguesia, partilha da mesma opinião, “é uma maneira de juntar as pessoas, e sobretudo de valorizar a própria terra e a amizade uns com os outros”, explicou.

“Navegar estas águas é acima de tudo criar uma identidade, eu acho que acima de tudo nós somos Douro, vivemos Douro”, concluiu Manuel João.

O cruzeiro no rio Douro iniciou-se no Peso da Régua, tendo passado pela Barragem da Régua, da Valeira e do Pocinho, local onde terminou.

, , ,