Assalto milionário em ourivesaria de Vila Real

Assalto está avaliado em cerca de um milhão de euros/ Foto: Direitos Reservados

Assalto está avaliado em cerca de um milhão de euros/ Foto: Direitos Reservados

O mês de julho não acabou da melhor forma para Arnaldo Morgado, ao ter sofrido um assalto à sua ourivesaria, situada em Vila Real, avaliado em cerca de um milhão de euros. Os ladrões levaram o ouro todo, bem como alguma prata, entre outros bens valiosos.

Com aproximadamente meio século de existência, já não é a primeira vez que a ourivesaria é assaltada, no entanto os estragos nunca alcançaram estas proporções, “já tivemos uns indivíduos que arrombaram a montra mas foram apanhados pela polícia, desta vez é que foi geral”, contou Arnaldo Morgado.

“Os ladrões entraram pela janela das traseiras. Arrancaram a grade, cortaram o arame e entraram na loja”, explica o proprietário. “Ninguém viu nada, aqui não mora ninguém, portanto ninguém deu conta do que se estava a passar”, acrescentou. Os estragos só foram notados na manhã depois do assalto.

Com todo o ouro roubado, bem como alguma prata, relógios, pulseiras, pendentes, cordões, Arnaldo Morgado estima que o prejuízo tenha atingido um milhão de euros. O proprietário tinha optado ultimamente por não utilizar alarme no estabelecimento, “isso é que eu podia ter feito e condeno-me”, desabafou.

Apesar de toda esta situação Arnaldo Morgado optou por continuar com a porta aberta, com aquilo que “ainda deixaram”, disse. Com a afluência de emigrantes a procura por certos produtos de ouro aumentou e grande parte das vezes o ourives não tem o que os pretendem devido ao assalto.

Arnaldo Morgado não tem ainda novidades acerca dos assaltantes, “estou convencido que não vai dar em nada”, confessou.

, , , ,