Autárquicas: Frederico Meireles encabeça movimento independente em Carrazeda de Ansiães

Frederico Meireles avança como independente em Carrazeda de Ansiães/ Foto: Direitos Reservados

Um conhecido produtor de vinho de Carrazeda de Ansiães, Frederico Meireles, encabeça um movimento que junta militantes do PSD, PS e CDS-PP e se apresenta como alternativa no bastião social-democrata do distrito de Bragança.

“Entendemos que devemos dar uma oportunidade às pessoas de terem uma alternativa ao PSD”, afirmou à Lusa o candidato à Câmara pelo movimento “Unidos por Carrazeda” que, depois de ter feito um percurso no partido desde a JSD, decidiu avançar com uma candidatura independente.

Frederico Meireles, com 50 anos, casado com três filhos e produtor/engarrafador do vinho “Grambeira”, sublinhou que a candidatura que encabeça “é independente e agrega uma boa fação do PSD, conseguindo também trazer para o projeto o PS e o CDS-PP”.

O candidato fez todo o percurso político pelo PSD, tendo começado na Juventude Social-democrata (JSD) e sido membro da Assembleia Municipal de Carrazeda de Ansiães durante vários mandatos, por aquele partido.

Reconhecendo que o concelho de Carrazeda de Ansiães tem “uma tradição muito vincada no PSD”, Frederico Meireles entende, porém, que “chegou a altura de as pessoas saberem destrinçar o que é melhor para os seus interesses”.

“Têm de deixar para trás os partidos e avaliar as qualidades dos candidatos”, defendeu, manifestando a convicção de que o projeto que protagoniza “é ganhador”.

O atual presidente da Câmara de Carrazeda de Ansiães, o social-democrata José Luís Correia, decidiu não se recandidatar, apesar de ainda poder concorrer a um terceiro mandato, de acordo com a legislação em vigor.

O PSD escolheu para candidato às autárquicas de 01 de outubro o social-democrata João Gonçalves, presidente da Assembleia Municipal e médico veterinário municipal.

Frederico Meireles defende que o concelho tem assistido a “um quase desacreditar, um baixar os braços, com falta de projetos mobilizadores e de uma estratégia de desenvolvimento”.

O candidato do movimento independente considerou que o atual modelo de governação do concelho “está esgotado” e que “são precisos atores novos, filhos da terra que sintam os problemas e consigam introduzir uma nova dinâmica”.

Frederico Meireles elencou as potencialidades de Carrazeda de Ansiães como “o terceiro maior produtor de maçã” de Portugal e sublinhou que a produção de vinho da zona demarcada do Douro, o rio que junta com o Tua, faz parte das atrações turísticas locais.

O candidato é enólogo de profissão e depois de alguns trabalhos por conta de outrem e de consultadoria, fixou-se em Carrazeda de Ansiães, em 1995, data em que iniciou o projeto dedicado à vinha e à produção e engarrafamento de vinho.

, , , ,