Beselga recebe em novembro a 11.ª edição da Maratona de BTT nos Trilhos do Ceireiro

Partida da Maratona do ano passado/ Foto: Direitos Reservados

Partida da Maratona do ano passado/ Foto: Direitos Reservados

A Associação Humanitária Cultural e Recreativa Beselguense, em Penedono, vai realizar a 11.ª edição da Maratona de BTT nos Trilhos do Ceireiro, no dia 8 de novembro. A maratona já se apresenta como uma prova de referência a nível nacional, sendo que são esperados participantes de todos os cantos do país e além-fronteiras.

“Tudo começou em 2001, com passeios informais de BTT entre amigos aos domingos de manhã”, disse Eugénio Proença, ao explicar como surgiram as maratonas de BTT na Associação Beselguense.

Mas foi em 2003 que se realizou o primeiro passeio de BTT organizado na Beselga. Passados 12 anos consecutivos a cumprir provas da modalidade, “milhares de pessoas têm-se deslocado, ano após ano até á mítica Beselga, referência já do BTT nacional”, afirmou Eugénio Proença.

“Não temos dúvidas que a Maratona da Beselga é uma referência não só da região mas do país. É uma prova mítica, sendo obrigatória para muitos como se fosse uma peregrinação, muitos praticantes tratam a Beselga como a Meca do BTT”, acrescentou o membro da associação.

Na Maratona de BTT a associação envolve todos os anos cerca de 1200 pessoas, sendo que o número de participantes está limitado a 750 atletas desde 2010, por questões de logística. Desde essa altura o número de inscrições ultrapassa, todos os anos, as vagas disponíveis.

Eduardo Proença acredita que com outra logística, “sobretudo para os almoços e banhos”, a associação podia aumentar o número de atletas para 2000, “uma vez que a maratona está dividida em três distâncias”, explicou.

“Os participantes vêm dos quatro cantos do país e alguns de Espanha. No ano passado, como em anos anteriores, facilmente esgotaram a oferta hoteleira local e nas imediações”, revelou Eugénio Proença.

Na sua maioria, os participantes da maratona são de fora de Penedono, sendo que, de acordo com o membro da associação, “cerca de 99% dos participantes vêm de fora”. O distrito de Aveiro é o mais representado na Maratona da Beselga, apesar de a organização já ter registado participantes de todos os distritos de Portugal Continental. “Temos pessoas que vêm do estrangeiro (emigrantes) de propósito para a maratona”, acrescentou.

Dada a projeção desta prova, no ano passado, a Maratona da Beselga foi integrada no campeonato Nacional de Paraciclismo da Federação Portuguesa de ciclismo.

Para Eduardo Proença, “a chave do sucesso passa por receber as pessoas de braços abertos, ter trilhos atrativos, bem marcados e uma boa logística”, revelou o membro da associação.

Ao longo dos anos têm participado na prova vários profissionais de BTT, entre eles Tiago Ferreira, Gonçalo Amado e Isabel Caetano. De acordo com Eduardo Proença, alguns praticantes que neste momento são profissionais, “realizaram na Beselga a sua primeira Maratona. Alguns dos “senhores” do BTT que agora vemos assumidamente na televisão e nas redes sociais eram os “meninos” que há alguns anos percorriam os nossos trilhos”, acrescentou.

Os percursos da prova já se encontram definidos, “num traçado que promete saciar as diferentes preferências de cada participante”, garantiu o membro da associação. Os atletas podem optar por três percursos diferentes: Maratona (63 km), Meia-Maratona (47 km) e Mini- Maratona (20 km). Para os acompanhantes está prevista uma caminhada guiada nas imediações da Beselga.

As inscrições encontram-se abertas até ao dia dois de novembro e podem ser feitas no site da Associação Beselguense. Eduardo Proença ressalva no entanto que, “as inscrições fecham quando se atingirem os 750 participantes confirmados”.

 

 

 

, , , ,