Bôla da cidade é “a maior maravilha da gastronomia local”

A bôla é das iguarias mais procuradas no concelho lamecense| Foto: Direitos reservados

A bôla é das iguarias mais procuradas no concelho lamecense| Foto: Ana Portela

Realizou-se no fim de semana de 1 a 3 de julho a oitava edição da Feira da Bôla de Lamego. O certame decorreu na Avenida Dr. Alfredo de Sousa e teve como principal objetivo a promoção da iguaria lamecense.

A Feira da Bôla de Lamego é uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal que promove “a maior maravilha da gastronomia local: a bôla de Lamego”, revelou o município. Durante três dias a iguaria lamecense foi o principal foco de atenção, tendo sido apreciada por muitas pessoas que visitaram a cidade.
Leonor Oliveira, representante de uma pastelaria que se dedica ao fabrico da bôla lamecense, salientou a importância do evento, uma vez que “traz muita gente à cidade e é uma mais-valia para os comerciantes”. Para a lamecense o balanço da oitava edição foi “bastante positivo, é um evento que tem vindo sempre a crescer, penso que é uma aposta a manter”.

Tal como Leonor Oliveira, também Piedade Rua evidenciou o valor do certame para a cidade, “as nossas bôlas são únicas a nível nacional, há muitas qualidades e pode haver idênticas, mas as nossas são diferentes”, afirmou. A comerciante sublinhou que “vêm muitas pessoas de propósito à procura das bôlas, é uma feira que traz sempre muita gente”. Piedade Rua revelou ser sempre “positivo” participar nas iniciativas que dão a conhecer “o melhor que há no concelho”, frisando que “todos os dias se vendem bolas de Lamego para a cidade e para fora”.

O certame decorreu no primeiro fim de semana do mês de julho | Foto: Ana Portela

O certame decorreu no primeiro fim de semana do mês de julho | Foto: Ana Portela

O 39º Festival Internacional de Folclore, integrado no programa do certame, juntou centenas de pessoas na avenida principal da cidade. “A ligação do certame que promove a bôla com o tradicional evento de folclore que se realiza nesta cidade visa proporcionar uma experiência mais agradável ao público que todos os anos visita estas iniciativas”, afirmou a autarquia lamecense. Organizado pelo Rancho Regional de Fafel, subiram ao palco do 39º Festival Internacional de Folclore, para além da associação anfitriã, os grupos Ensemble Nikola Jonkov (Macedónia), Ballet Folklorico Huehuecoyotl (México) e o Grupo de Folclore MonteVerde (Madeira).

“Temos tido um acréscimo de pessoas ao longo dos anos, da região e fora. Há sempre pessoas que voltam e vêm à nossa procura, porque já conhecem a casa”, afirmou Pedro Sigorelho, comerciante presente no certame. Para o vendedor, o balanço ao longo das edições tem sido “muito positivo, em relação ao ano passado foram dias muito bons”.

De opinião contrária é Carla Cardoso, representante de uma pastelaria local, revelando que, na sua perspetiva, “este ano foi muito fraco, foi muito fora de tempo e sentimos pouco a afluência de pessoas na feira”, relatou. Contudo, a comerciante salientou a importância do evento como forma de “divulgar a bôla de Lamego”.

O município referiu que “a Feira da Bôla de Lamego promete tornar-se, mais uma vez, um ponto de encontro para os profissionais do setor e para milhares de visitantes”.

, , , ,