Câmara Municipal de Moimenta da Beira tem três novos serviços “simplex”

Três novos serviços "simplex" a funcionar na Câmara Municipal de Moimenta da Beira/Foto: Direitos Reservados

Três novos serviços “simplex” a funcionar na Câmara Municipal de Moimenta da Beira/Foto: Direitos Reservados

Horário contínuo, site novo e Balcão Único de Atendimento, são os três serviços “simplex” da Câmara Municipal de Moimenta da Beira que entraram em funcionamento no início do mês de fevereiro.

“Trata-se de mais um passo dado pela autarquia com vista à simplificação e modernização administrativa, que pretende reforçar a cultura de serviço público orientada para os cidadãos”, revelou a autarquia em comunicado.

O encaminhamento dos munícipes, no ‘hall’ de entrada dos Paços do Concelho, é feito por cidadãos com deficiência, resultado da parceria que o presidente da autarquia quis estabelecer com a “Artenave”, uma das instituições do concelho que contribui para a promoção social das crianças, jovens e adultos.

O horário contínuo, nos serviços que fazem atendimento direto ao público, passou a funcionar das 9 às 16h e permite que os munícipes possam tratar de assuntos diversos, mesmo durante o período da hora do almoço.

De acordo coma autarquia, o novo site (em www.cm-moimenta.pt), com uma imagem “contemporânea, interativa e virada para o futuro”, é “mais funcional, apelativo e organizado”. O site dispõe de uma maior oferta de conteúdos, tendo sido concebido de raiz para suportar dispositivos móveis (smartphones e tablets).

Com o objetivo de chegar a um maior número de utilizadores, o novo site privilegia a interação com as redes sociais, a possibilidade de envio de newsletters e a integração de funcionalidades avançadas.

O Balcão Único de Atendimento passou a funcionar numa sala à entrada do edifício dos Paços do Concelho, um espaço que proporciona “um atendimento personalizado e de qualidade, feito por uma equipa constituída por colaboradores qualificados, e centrado apenas no cidadão, organizando a informação e os serviços em torno das suas necessidades, prestadas naquele único local e preferencialmente num único momento”, revelou a autarquia.

O Balcão único permite ainda a desmaterialização dum conjunto significativo de documentos, e possibilita que os cidadãos acedam aos seus próprios processos, remotamente, sem terem que se deslocar à Câmara Municipal.

As obras do Balcão único de Atendimento custaram cerca de 400 mil euros, fruto da aprovação de uma candidatura feita pela autarquia ao Sistema de Apoios à Modernização Administrativa. A verba incluiu, além das obras de adaptação do espaço físico (177 mil euros), a aquisição de hardware (76 mil euros), de software (41 mil), software-intranet (18 mil), entre outros serviços técnico de apoio e implementação (70 mil).

 

 

, , , ,