Banda de Música de Mateus e First Breath After Coma juntos em Vila Real

Depois de um ano de 2019 bastante preenchido, tendo lançado o seu terceiro álbum “NU”, os First Breath After Coma iniciam 2020 com um regresso a Vila Real, novamente na companhia da Banda de Música de Mateus, que este ano comemora o seu 209.º aniversário.

Carlos Pereira, maestro da Banda de Música de Mateus

Um espetáculo onde se recriarão alguns dos melhores momentos da carreira dos First Breath After Coma, que depois de ser apresentado a 28 de dezembro, no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria, sobe ao palco do Teatro Municipal de Vila Real no próximo sábado, dia 4 de janeiro. Será uma autêntica orquestra, com mais de 70 músicos em palco.

Em declarações exclusivas ao nosso jornal o maestro Carlos Pereira, que dirige a Banda de Música de Mateus, afirma que todos os elementos estão bastante motivados com a experiência, em especial após o sucesso alcançado no primeiro concerto, em Leiria.

“O concerto em Leiria na semana passada correu muito bem, tivemos casa cheia com o teatro esgotado e em Vila Real as expectativas também são essas, uma casa bem preenchida. A motivação é muita até pelo sucesso que foi o concerto em Leiria”.

Carlos Pereira recordou ainda a primeira experiência conjunta entre a Banda de Mateus e os First Breath After Coma que aconteceu em 2018 e da promessa de uma nova colaboração feita na altura.

“A primeira vez que tocamos com eles foi em 2018 na abertura do Rock Nordeste e já na altura foi uma ótima experiência. Desde esse concerto que ficou na ideia repetir a experiência. Agora, com o lançamento do novo álbum da banda surgiu novamente a oportunidade e não podíamos dizer que não”.

First Breath After Coma

Rui Gaspar, um dos elementos da banda de Leiria falou também à nossa reportagem sobre esta colaboração. O músico recordou o concerto no Rock Nordeste e afirmou que para esta atuação a expectativa é muita até porque o alinhamento já foi apresentado em Leiria.

Já tínhamos feito uma colaboração no Rock Nordeste e logo na altura gostamos da experiência até porque as músicas ganham uma nova vida, outra força. No final falamos em repetir a colaboração quando tivéssemos o novo álbum pronto e agora com a apresentação do “NU” voltamos a desafia-los e eles aceitaram o convite.

Se correr tão bem como correu em Leiria vai ser ótimo, saímos de coração cheio, foi muito bonito o que fizemos e agora pode ser ainda melhor porque já é a segunda vez que apresentamos este alinhamento em palco. Vamos com muita expectativa”.

A Banda de Música de Mateus deve a sua formação a Frei Vicente, por volta do ano de 1810. No início, a ideia era ensinar uns rapazes com o fim de os habilitar a cantar na missa, mas este grupo de cantores organizou-se, cresceu e passou a sair para tocar nas ruas, romarias e espaços culturais.

A atividade da Banda de Música de Mateus tem sido ininterrupta. Em 1990, foi-lhe atribuída pela Câmara Municipal de Vila Real a “Medalha de Ouro – Mérito municipal”, pelos serviços prestados à comunidade. Tem atuado ano após ano em vários festivais, concertos, festas e romarias, dentro e fora de Portugal.

Com mais de  60 elementos efetivos, com uma média etária de 19 anos, e dirigidos pelo maestro Carlos Pereira, funciona também como escola de formação, onde são recrutados os novos músicos.

,