Festa do Douro recebeu milhares de visitantes

A 18ª edição da Vindouro levou milhares de visitantes a São João da Pesqueira, para um certame de referência, considerado a maior festa do vinho da Região do Douro, e que contou com a presença do Secretário de Estado da Agricultura e da Alimentação, Luís Medeiros Vieira, no momento inaugural.

Depois da mudança de local no ano passado para a Praça do Marquês, o evento dedicado ao vinho e à sua história apresenta-se em 2019 com mais espaço para receber os expositores que, segundo a autarquia, foram quase 100, registando-se assim um novo recorde de participações.

No final da inauguração Luís Medeiros Vieira, Secretário de Estado da Agricultura e da Alimentação, mostrou-se satisfeito por estar num evento ligado a um setor cada vez mais importante para a economia nacional, destacando ainda os desafios que o vinho e a região terão de enfrentar.

“É muito gratificante o aumento de 30% que se irá registar nesta região, não só em termos de quantidade mas também de qualidade visto que este ano não há registo de pragas ou doenças.

O setor do vinho é um setor de excelência da agricultura portuguesa em particular nesta Região Demarcada do Douro que se tem afirmado com vinhos de cada vez maior qualidade, quer nos Vinhos do Porto quer nos de denominação de origem Douro.

O nosso desafio agora é acrescentar valor ao nosso produto, essa deve ser a nossa batalha e já temos dado alguns passos nessa direção com o preço médio da garrafa a aumentar nos últimos anos.

Este setor não era o que é se não fosse a resiliência dos nossos produtores e as ideias novas que os jovens enólogos trazem para o terreno, com uma nova forma de ver o vinho”.

Os elogios ao evento e à resiliência das gentes do Douro foi também o destaque das palavras de Gilberto Igrejas, Presidente do IVDP, à nossa reportagem.

“A Vindouro é extremamente importante na região uma vez que fixa valor através da promoção que faz aos vinhos do Porto e Douro e, com diversas atividades de caráter lúdico e histórico, que são importantes para a nossa região. Dinamizam, trazem gente aos nossos territórios que é aquilo que queremos e de alguma maneira também são momentos festivos, de celebração e de enriquecimento para aqueles que estão no território e que teimosamente aqui permanecem”.

Presente nesta inauguração esteve também a Diretora Regional da Agricultura do Norte que elogiou o evento destacando a altura em que ele se realiza, dando ao visitante a oportunidade de assistir às vindimas.

“É a primeira vez que aqui venho mas é um evento muito importante que junta um conjunto bastante alargado de produtores que têm aqui a oportunidade de mostrar a diversidade que existe na região, notando-se um crescimento no número de vinhos que chegam ao mercado.

Fazer a Vindouro nesta altura é muito interessante porque já começaram as vindimas e quem aqui vem tem oportunidade de ver um pouco desse trabalho, este ano com uma boa notícia que é o aumento da produção, com mais qualidade, o que é ótimo para a região.

É ótimo chegar aqui e ver que se faz tão bem como nos grandes centros e estou certa que a câmara terá feito aqui uma aposta muito forte, tendo sabido colar a história a esta realização”.

No final do evento o VivaDouro falou com Manuel Cordeiro, autarca pesqueirense que se congratulou pelo sucesso do evento.

Qual o rescaldo que faz da edição deste ano da Vindouro?

A edição de 2019 da VINDOURO – Wine & History – Festa Pombalina foi indiscutivelmente uma das melhores de sempre, com milhares de visitantes durante os 3 dias do evento, Pedro Abrunhosa e Amor Electro foram apostas ganhas, com concertos de lotação esgotada. Este ano mais de 50 produtores de vinhos e mais de 100 expositores gerais a comprovarem o crescimento e atração da nova VINDOURO. As transmissões televisivas tanto na SIC (Olhá a Festa), como na TVI (Somos Portugal) ajudaram a elevar o evento para uma dimensão nacional e internacional de forma a potenciar o conceito e marca deste evento de referência do Douro.

A mudança de local levada a cabo no ano passado foi importante na afirmação deste evento?

A mudança de local no ano passado, para a renovada Praça do Marquês, e a concentração da festa num recinto mais intimista mostrou ser uma fórmula de sucesso para a VINDOURO, com mais algumas alterações que o executivo decidiu implementar este ano, de forma a melhorar e a otimizar o modelo que idealizamos para o maior evento de S. João da Pesqueira e do vinho no Douro.

Também conseguimos nesta edição esgotar a capacidade hoteleira do Concelho e da região, um sinal da capacidade de atração deste evento.

Dos diferentes momentos que marcaram estes três dias de certame destaca algum?

O Jantar Pombalino com o requinte e o glamour da época pombalina, com serviço da equipa de Rui Paula DOC (1 estrela Michelin) e a envolvência do Palácio de Cidrô, foi outro dos grandes destaques do programa.

O concurso Douro em Prova que lançamos o ano passado e que conta no seu painel com Nuno Pires, diretor da Revista de Vinhos, José João Santos, crítico de vinhos e o sommelier Manuel Moreira, tem também se afirmado e atraído mais produtores de vinho, nesta II Edição tivemos mais de 70 referências da região do Douro em prova. Desse grupo, foram apurados os melhores, num total de 37 vinhos.

O mercado e os cortejos Pombalinos, com toda a animação de rua, também permitiram “catapultar” os visitantes para a época de uma das figuras mais importante para o nosso concelho e para a região, o Marquês de Pombal, que também homenageamos com esta festa.

Enquanto autarca como se sente ao ver este evento?

Enquanto autarca, sinto-me orgulhoso pelos resultados alcançados em tão pouco tempo, com a Vindouro a ser cada vez mais o evento, quando se fala em vinhos, gastronomia e animação.

Aproveito para vos convidar para a 19.º Edição da Vindouro – Wine and History – Festa Pombalina, nos dias 4, 5 e 6 de Setembro de 2020, que será ainda melhor que nesta edição.

Presentes na abertura do certame estiveram alguns dos candidatos às próximas eleições legislativas pelo distrito de Viseu, no caso, António Lima Costa (PSD), Hélder Amaral (CDS) e Manuel Ferreira (PS). O VivaDouro falou com os três questionando a importância deste evento para o concelho de São João da Pesqueira.

António Lima Costa (PSD)

A Vindouro ganhou uma expressão brutal ao longo das suas muitas edições não se cingindo apenas a São João da Pesqueira, é um evento regional que pretende divulgar para o exterior as potencialidades da Região Demarcada do Douro e do que de melhor aqui se faz.

A organização tem vindo a melhorar ao longo dos anos, eu tenho o gosto de ter participado na fundação deste evento enquanto presidente deste município e é com particular agrado que vejo que os autarcas que me seguiram deram continuação a esse trabalho.

É um evento regional e a Pesqueira assume com ele o seu papel na região como o maior concelho em termos de produção dos vinhos Porto e Douro.

Hélder Amaral (CDS)

É uma importância enorme, muito mais do que aquilo que vemos da festa e do convívio, tem uma importância que é não só divulgar a marca mas criar unidade. A nossa região é um território de pequenas quintas e muros altos, ninguém fala com ninguém, ninguém cria estratégias comuns, ninguém coopera e é por isso que não conseguimos aqui ter melhores vias de acesso, por exemplo. Temos que encontrar uma estratégia comum para fazer entender ao Governo que aqui vive gente.

Na produção e no comércio há o mesmo problema, cada um trabalha para si e, para mim, é também para isto que servem este tipo de feiras para se encontrar uma estratégia comum deixando ao mercado a capacidade de escolha em função dos seus gostos e da maior ou menor qualidade de cada produto.

Há uma regra de economia que diz que não temos que ter 100% do mercado para ter 100% do resultado e é preciso que nós consigamos perceber isso, no azeite, no vinho, na paisagem, no património e em tantas outras áreas.

Manuel Ferreira (PS)

Este é um evento muito importante na medida em que dá escala e dimensão não só a São João da Pesqueira mas também à própria região. É sem dúvida um evento de grande qualidade e que, de alguma forma, tem afirmado muito bem a nossa região.

É fundamental que o Douro cada vez mais se projete para além daquilo que são as suas fronteiras e isso já tem acontecido.

Eventos desta natureza, com o vinho que é por excelência o nosso produto maior, podem transportar a região muito para lá das suas fronteira.

, , ,