Lamego recriou peregrinação a Santiago de Compostela

A iniciativa teve início no Convento de Ferreirim, acompanhada ao longo de todo o percurso pelas explicações do historiador Joel Cleto.

O Largo da Sé foi palco no domingo de manhã de uma cerimónia de lava-pés aos peregrinos que iam a Caminho de Santiago de Compostela, um momento que culminou uma recriação histórica da peregrinação a Santiago, promovida pelo Município de Lamego.

“Os Caminhos de Santiago também são, hoje em dia, um motor de atividade económica e de promoção dos territórios por onde passam. Lamego ocupa uma posição privilegiada, neste contexto, ao ser cruzada por dois caminhos muito conhecidos: o Caminho do Interior e o Caminho de Torres. Quisemos afirmar Lamego, a este nível, por ser Ano Xacobeo”, explicou o Presidente Ângelo Moura no final do evento.

Os Caminhos de Santiago constituem algumas das rotas mais antigas do mundo, percorridas por peregrinos desde o período medieval. Com o passar dos anos, tornaram-se itinerários espirituais e culturais, feitos anualmente por milhares de pessoas.

A recriação histórica que decorreu em Lamego foi promovida no âmbito da iniciativa “Redes de Património e Caminhos em Ano Xacobeo”, financiada pelo FEDER, tendo passado por diversos pontos de interesse histórico, nomeadamente o Convento de Ferreirim, as Igrejas de São Lázaro, Senhora dos Meninos, Senhora dos Aflitos e Desterro, o Teatro Ribeiro Conceição e a Igreja Catedral.

,