Mini-Escola de Inovação decorre entre 6 e 8 de julho

Nos próximos dias 6, 7 e 8 de julho, realizar-se-á a “Mini-Escola de Inovação Online”, uma iniciativa da Fundação da Casa de Mateus e da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, com o apoio da Fundação Millenium BCP, e inscrita no programa Eco-Mateus. A “Mini-Escola” será dirigida por Alfons Cornella, especialista em inovação do Institute of Next, de Barcelona.

Já habitual no calendário da Cidade, a Mini-Escola dirige-se sobretudo aos agentes de inovação do território, empresários, investigadores, decisores políticos, estudantes e todos aqueles que estão envolvidos em processos de criação de valor para a Região. Pela primeira vez em ambiente virtual, dadas as condicionantes da atual pandemia, o programa questiona e traz para a reflexão assuntos cada vez mais atuais: “Como inovar num mundo em transformação acelerada? Quais os desafios que a nova realidade trouxe às indústrias agrícola e alimentar? Qual a diferença hoje, entre o que é normal e o que é radical?”

A “Mini – Escola de Inovação”, vai contar com três sessões práticas que pretendem mergulhar num ambiente de inovação. Assim, e no primeiro dia, o ponto de partida será “Como inovar sem ser a Google?”. Alfons Cornella vai refletir sobre até onde vai a inovação, o que aprendemos sobre ela como se constrói a partir da simples criatividade.

A partir da experiência construída em mais de 120 projetos com empresas e organizações de todos os géneros e em todos os setores durante 25 anos, realizados a partir da Infonomia e do Institute of Next, Alfons Cornella escreveu um Manual de Inovação para profissionais que desejem aprender mais sobre como inovar. Nesta oficina, apresentar-se-ão de forma sintética as principais aprendizagens realizadas pelo autor.

No dia 7 de julho, falar-se-á sobre “Agricultura e alimentação: oportunidades num setor crítico”. “Apesar da falta de atenção com que a agricultura tem sido olhada pelos fóruns de novas tecnologias e inovação, é muito possível que os avanços no setor agroalimentar se convertam num tema da maior importância ao longo dos próximos anos, tendo em conta a necessidade que o planeta terá, em 2050, de alimentar 9.000 milhões de pessoas. A tudo isto, somar-se-á a chamada Agricultura de Precisão, que desencadeará muita tecnologia, sob a forma de sensores, satélites, big data, drones e robots autónomos, por forma a que cada metro quadrado de cultivo possa ser tratado de forma individualizada, trazendo a cada planta os exatos recursos de que necessita em cada momento”, refere a Fundação da Casa de Mateus.

O último dia da “Mini-Escola de Inovação” será dedicado a “Celebrar a Curiosidade”. À semelhança dos últimos anos, mas pela primeira vez online, Alfons Cornella partilha com os públicos de Vila Real a sua conferência Radical #7. Em discussão, estará o dogma da eficiência e a sua superação através de um paradigma de adaptação à mudança, a ênfase na qualidade do trabalho e em novos modelos de negócios centrados na hibridação de conceitos, a ciência, o desenvolvimento tecnológico e o investimento em I&D.

As três sessões decorrerão sempre às 17h30 e as inscrições para participar estão abertas até ao dia 3 de julho. Há mais informações e inscrições em www.casademateus.pt e cultura@casademateus.pt

, ,