Município de Sernancelhe lança 4º número da Revista Literária “aquilino”

Nasceu há oito anos o projeto Revista Literária “aquilino”. Tendo como propósito homenagear o escritor sernancelhense Aquilino Ribeiro, promover a sua obra de mais de cinco décadas e cativar novos leitores, um novo número está pronto e vai ser apresentado, no próximo sábado, 24 de novembro, pelas 16:00 horas, na Sala Museu do Centro de Artes.

Ao longo das últimas décadas Sernancelhe tem assumido, de forma determinada, que Aquilino Ribeiro é um dos seus símbolos. Por isso têm procurado a valorização da sua vida e obra, associando o escritor a momentos culturais, ao território, à identidade das gentes locais, e também através do apoio a publicações que versem sobre a mundividência aquiliniana. Mas um dos projetos mais importantes que o Município assumiu foi a criação de uma revista literária.

A “aquilino” nasceu em 2009, reunindo então dezenas de artigos de conceituados académicos, documentos raros e grande parte deles quase desconhecidos, tendo logrado, de imediato, extraordinária aceitação. Rapidamente esgotada, seria motivo para um segundo número, que surgiria em 2010, com o mesmo estilo gráfico, maior dimensão, tendo sido apresentada publicamente pelo senhor Eng.º Aquilino Machado, filho do escritor Aquilino Ribeiro, no Auditório Municipal de Sernancelhe.

Em 2016 um novo número foi criado, concretamente uma fotobiografia de Aquilino Ribeiro, mais atual, com o propósito de apelar a novos públicos e a novos leitores da obra do escritor. O projeto viria a ser muito bem aceite, tendo conseguido ser publicação da semana da Bertrand Editora, que encontrou na “aquilino” a qualidade para poder ser vendida nas suas livrarias. Está igualmente esgotada.

O 4º número da Revista “aquilino”, que tem como temática “os prefácios de Aquilino em obra alheia”, compila mais de 30 textos que o Mestre fez para outros escritores durante as décadas de 20, 30, 40, 50 e 60 do século XX, nomeadamente para Almeida Garrett ou Boris Pasternak. São a confirmação do trabalho de Aquilino como prefaciador de obras alheias, dando sempre a mão (a sua pena) a novos autores, desvendando um escritor polivalente, dono de uma cultura imensa, onde a sua Beira, as suas gentes e a sua identidade tinham sempre lugar destacado.

A edição da “aquilino” é do Município de Sernancelhe e tem como Diretor Paulo Neto.

,