Peça “Cândido, ou o Optimismo”, de Voltaire, no TRC

0
Peça “Cândido ou o Optimismo” de Voltaire no TRC

Inserido na programação de TEXTEMUNHOS – Festival Literário, que terá lugar em Lamego, entre 6 e 8 de outubro, o Museu de Lamego e Cantiga d’Alba – Associação Cultural, com o apoio do Município de Lamego, apresentam a peça “Cândido, ou o Optimismo”, numa adaptação da obra homónima de Voltaire, dia 2 de abril, no Teatro Ribeiro Conceição.

“Cândido, ou o Optimismo” estabelece um diálogo com a nossa história do período Pombalino. O conto de Voltaire conduz-nos numa viagem ao interior do seu tempo. Entre o cómico, o trágico, somos levados a observar os meandros mais nefandos do comportamento humano no Século das Luzes, repetido e retomado ao longo da escuridão dos tempos, e de hoje. Para além da riqueza e inesgotabilidade do texto, o conto revela-nos comportamentos, costumes, o pensamento filosófico e factos da época passíveis de estabelecerem um diálogo vivo com o presente.

A passagem de Cândido por Lisboa na data do terramoto de 1755 constitui um ponto de partida para a relação que estabelecemos entre a obra e um dos factos mais marcantes da nossa história. Para a criação do espetáculo, é proposto o constante diálogo entre o passado e o presente. Salientam-se a interminável guerra, questões relativas ao racismo, homofobias, xenofobias, opressões pelos grupos detentores de poder perante os mais fragilizados, como a sujeição da mulher ao longo dos tempos, a tirania e o domínio da Igreja. Pretende-se estimular o pensamento crítico mediante questões que, ainda hoje, nos concernem.

Em vários momentos da peça, anula-se o efeito de «quarta parede» e estabelece-se uma relação de proximidade com o público. A nossa proposta dramatúrgica integra um cruzamento artístico a várias vozes: património histórico, teatro, texto, desenho de som, design multimédia.

O espetáculo será transmitido em streaming nas páginas de Facebook do Museu de Lamego e da Cantiga D’Alba – Associação Cultural.