Vila Real fica fora da corrida a Capital Europeia da Cultura 2027

0
Vila Real fica fora da corrida a Capital Europeia da Cultura 2027

Foi hoje anunciada, em conferência de imprensa no Centro Cultural de Belém, a lista final de cidades Portuguesas candidatas a Capital Europeia da Cultura 2027. Depois de 12 cidades terem manifestado intenção de candidatura, a que se seguiu a elaboração de uma proposta geral sobre a iniciativa, decorreu durante esta semana a defesa dessa proposta perante o júri internacional. 

Vila Real fez essa defesa ontem, dia 10 de março, apresentando a sua visão sobre uma capital europeia da cultura assente na região do Douro, nos seus valores e diversidade, mas infelizmente esta não foi escolhida como uma das quatro cidades finalistas. Essas deverão agora apresentar um esboço da programação para o evento, a que se seguirá a escolha final da cidade capital.

Em comunicado, “o município e a candidatura de Vila Real gostariam de felicitar as cidades de Ponta Delgada, Braga, Aveiro e Évora pela escolha do júri, já que acreditamos que serão dignas representantes do nosso país e da nossa cultura. Tal como todas as cidades candidatas, Vila Real empenhou-se fortemente apresentando uma candidatura sólida, mas consciente de que, no final, apenas uma das doze candidaturas será escolhida.

Ainda assim, todo o processo de profunda reflexão sobre a cultura, reflexão feita em conjunto com agentes culturais, instituições regionais, Comunidade Intermunicipal do Douro, UTAD, entre tantos outros, deixará uma marca profunda no futuro da nossa região e do nosso concelho.

Desde as iniciativas e equipamentos previstos nessa candidatura, até ao Plano Municipal de Cultura de Vila Real, a herança é rica. Evidentemente, ao não ser escolhida com futura capital Europeia da Cultura, Vila Real terá maior dificuldade em implementar tudo o que estava previsto, nomeadamente devido à inexistência de financiamento específico.

Apesar disso, é compromisso deste Município procurar fontes de financiamento, nomeadamente através de programas de fundos comunitários, no sentido de concretizar o mais possível este sonho, sonhado e atrevido por toda a região do Douro”.