Ansiães Douro Trail vai na 5ª edição e limita a 400 o número de participantes

0
Ansiães Douro Trail vai na 5ª edição e limita a 400 o número de participantes

A prova de Trail Running é apadrinhada pelos maratonistas Flor Madureira e João Oliveira e integra a Taça de Portugal de Trail 2021. Um evento desportivo com uma forte componente turística, um desafio para quem gosta de correr, mas também para quem prefere caminhar. As inscrições encerram a 25 de setembro.

No dia 9 de outubro o município de Carrazeda de Ansiães promove a 5ªa edição do Ansiães Douro Trail, uma prova de Trail Running, organizada pela PortugalNTN, certificada pela Associação Trail Running Portugal (ATRP) que percorre trilhos, caminhos rurais e estradões do concelho. Um evento que tem vindo a crescer de forma sustentada e que em 2021 atingiu o limite máximo de inscrições: 400 participantes.

“Em 2022 as expectativas continuam altas, aconselhamos os atletas para que façam a respetiva inscrição rapidamente, no ano passado muitos interessados ficaram de fora porque atingimos o limite que nos permite realizar este evento com total segurança e com altos padrões de qualidade”, adianta João Neves da PortugalNTN, responsável pela organização do evento.

As inscrições são limitadas a 100 participantes no Trail Longo, 150 participantes no Trail Curto e a 150 na caminhada.

O Ansiães Douro Trail está dividido em três eventos:

– Trail longo com a distância aproximada de 29km com desnível positivo acumulado de 888m e com desnível negativo acumulado de 888; uma prova classificada com grau de dificuldade de nível 2, com limite máximo de participação de 100 atletas.

– Trail curto com a distância aproximada de 16,4 km com desnível positivo acumulado de 475m e com desnível negativo acumulado de 475; Este trail tem o grau de dificuldade 1 e o limite de participantes vai até aos 150. Esta prova constitui-se como a etapa final do Campeonato Distrital de Corrida em Montanha, da presente época desportiva.

– Caminhada pedestre, sem intuito competitivo, com uma distância aproximada de 10,9km com desnível positivo acumulado de 277m e com desnível negativo acumulado de 406m. Na caminhada a organização admite a inscrição de 150 pessoas.

Desta forma o Ansiães Douro Trail (ADT), responde às preferências e à preparação e capacidade física de diferentes públicos, os praticantes de corrida em trilhos rurais, com diferentes níveis de dificuldade, mas também os amantes das caminhadas na natureza.

Aliás, é esta diversidade que permite aliar a componente desportiva à vertente turística que diferencia o evento.

Os trilhos para as diferentes provas foram desenhados de forma a permitir aos participantes cruzar, a correr ou a caminhar, alguns dos locais mais emblemáticos do concelho, e que conferem às diferentes provas características únicas. Os diversos trilhos têm na zona do Castelo de Ansiães um dos maiores de desafios e nas encostas do Alto Douro Vinhateiro, a oportunidade de correr numa das mais belas paisagens do mundo, o que valeu a este território a classificação da UNESCO como Património Mundial da Humanidade.

João Neves acredita que, para além da componente desportiva, este evento é uma excelente oportunidade para conhecer Carrazeda de Ansiães. “Alias, a caminhada, não sendo uma prova de competição, é um momento que permite aos participantes sentir o território, percorrendo Trilhos que promovem a paisagem, o património e a cultura local”, refere.

Do ponto de vista desportivo e pelo facto desta prova integrar a Taça de Portugal, o Ansiães Douro Trail atrai atletas de todo o país e também da vizinha Espanha, com especial incidência nas regiões de Trás-os-Montes e alto Douro, Alto Tâmega, Porto e zonas de Viseu e Aveiro.

Os maratonistas Flor Madureira e João Oliveira são os padrinhos oficias do evento. A presença destes dois atletas de referência nacional e internacional é, sem dúvida, um incentivo para os atletas e entusiastas da modalidade.

Para além disso, o seu nome e reputação, reforça a confiança que a organização incute a esta iniciativa.

Em 2020, devido à pandemia pela doença Covid-19 a prova não se realizou, em 2021, apesar dos cuidados reforçados que a organização impôs, a participação surpreendeu e superou as expectativas de todos: “Foi o regresso, com muita confiança, aos desportos de turismo de natureza que, neste caso, constituem uma excelente oportunidade de conhecer, experimentar e sentir um território fantástico”, argumenta o organizador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui