Turismo do Norte quer levar portugueses “ao topo”

A nova campanha de Turismo do Norte, apresentada ontem (08/07) no Porto, tem como objetivo atrair os portugueses a fazerem as suas férias “Lá em cima”, numa viagem emocional ao norte do país.

A apresentação que decorreu no topo de um hotel da cidade invicta foi iniciada com a intervenção do autarca portuense, Rui Moreira que, além de destacar “a rapidez” com que a campanha foi preparada, sublinhou ainda a resiliência do povo nortenho, “uma característica tão típica da nossa região”. Rui Moreira afirmou ainda que o Norte “é um destino com valências muito diferentes e bem preparado para uma situação como a que vivemos”.

A campanha, organizada em conjunto entre o TPNP e a ATP é para Ricardo Valente, presidente da Associação de Turismo do Porto e Norte, “um momento muito especial para a região. É o primeiro trabalho em conjunto entre as duas entidades, algo que me deixa muito satisfeito. Este é um projeto que dará músculo à região, consubstanciando a aposta turística da região”.

O responsável destacou ainda a importância do setor na afirmação da região. “O turismo é um fator agregador do ponto de vista económico, potenciador do ponto de vista social e catalisador do ponto de vista do desenvolvimento patrimonial. Nesta perspetiva este trabalho conjunto permitirá colocar a região ainda mais alto, que é o lema desta campanha”.

Ricardo Valente, ATP (esq) e Luís Pedro Martins, TPNP (dir)

Coube a Luís Pedro Martins, presidente do TPNP, a apresentação da campanha. O presidente da Entidade Regional destacou algumas das características mais conhecidas da região sublinhando que é aqui que se encontra o maior número de unidades hoteleiras e restauração com o selo “Clean & Safe”, atribuído pelo Turismo de Portugal.

“O Norte não é apenas uma coordenada, uma área ou uma coleção de regiões, não é só um sotaque ou uma linha imaginária que nos separa, o Norte é sobretudo uma maneira de ser, uma experiência à espera de ser vivida.

Temos a sorte de podermos ser os únicos, até geograficamente, de dizer que estamos no topo. Oferecemos experiências únicas, genuínas e seguras porque o que é daqui de cima está no topo.

É uma campanha com muito orgulho no Norte, no que somos, no que conquistamos, no que temos, Património Mundial, destino de eleição. Um destino hoje seguro e diverso, um destino que tem hoje cerca de 5 mil selos ‘Clean & Safe’, atribuídos pelo Turismo de Portugal, o primeiro destino em número de empreendimentos turísticos e na restauração com este selo. Agora, mais do que nunca, podemos dizer que o Norte está lá em cima, no topo”.

Freire de Sousa, presidente da CCDR-N foi outros dos presentes da apresentação, definindo o momento como “verdadeiramente histórico, à escala. É um momento que celebra a autenticidade do Norte e tenta transformá-la em qualquer coisa que possa ser apetecível e capaz de gerar diferença”.

O responsável da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte citou ainda a escritora Agustina Bessa-Luís para sublinhar a autenticidade nortenha. “A Norte somos de facto autênticos, como dizia Agustina, ‘nós não somos melhores, somos diferentes. Somos aqueles da média virtude, somos aqueles que pomos a ridículo a expressão, excelente demais’”.

As intervenções encerraram com a Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques que destacou a importância dos agentes do setor no desenvolvimento do mesmo.

“Diz-se muitas vezes que o turismo é um setor de pessoas para pessoas, centramos muito a nossa atenção no segundo grupo, os turistas e esquecemos muitas vezes o primeiro grupo, que são todos aqueles que trabalham no turismo, as entidades regionais, quem trabalha no setor, os empresários e, para conseguirmos captar mais e melhores turistas, precisamos de trabalhar com os que fazem o turismo que estimulam a procura e reestruturam a oferta. Para que isso aconteça temos que ter modelos de governance ágeis e expeditos.

Aqui no Norte já vínhamos há algum tempo a assistir a alguns desafios a esse nível e é com muita satisfação que encontramos hoje aqui um momento para celebrar um registo novo e melhorado que irá ajudar a que o Norte se possa posicionar de uma forma mais ágil e eficiente, com maior qualidade, atraindo tudo aquilo que nós queremos, turistas com maior qualidade, reafirmando este destino”.

A governante utilizou ainda uma referência desportiva para afirmar que se este ano o Norte joga para o empate (em referência ao número de turistas que chegam à região), em 2021 o campeonato será para ganhar.

“Este será um ano desafiante, vamos jogar para o empate, algo que aqui o Porto não está habituado, joga sempre para a vitória mas este ano será assim, pensando que para o ano vamos ganhar o campeonato. Estou convencida que 2021 será novamente um ano de muitas celebrações para o Norte”.

A apresentação da campanha terminou ainda com uma apresentação musical do grupo Vento do Norte, liderados pelo holandês Henk van Twillert.