PerCursos chega ao Douro com formações especializadas

0
PerCursos chega ao Douro com formações especializadas

Fundada em julho de 2021 por Patrícia Pires, já com 10 anos de experiência na área. A PerCursos é uma empresa de formação certificada pela DGERT e homologada pela DRAPN.

Sediada em Matosinhos a PerCursos dá formação por todo o país, em diversas áreas que vão desde o desporto, transportes ou higiene e segurança no trabalho.

Sob o lema A Formação não transforma o mundo. A Formação muda as pessoas. Pessoas transformam o mundo”, esta empresa chega agora ao território duriense com duas formações: Curso de Operar e Conduzir o Trator em Segurança e Aplicador de Produtos Fitofarmacêuticos.

Sendo a formação de tratorista obrigatória, o que garante esta formação ao operador?

Em 2018, um novo despacho criou a obrigação do chamado COTS – Curso de Operar e Conduzir o Trator em Segurança – para quem conduz tratores e máquinas agrícolas similares.

O COTS garante que o operador possa adquirir conhecimentos relacionados com a segurança na condução do Trator. Esta formação abrange componente teórica, mas na sua maioria tem componente prática.  No final de cada formação o formando é avaliado por um Júri selecionado pela DRAP – Direção Regional de Agricultura – e serão feitas provas orais e provas práticas no manuseamento do Trator. O formando terminando a avaliação com aproveitamento recebe um certificado emitido pela respetiva entidade formadora e validado pela DRAP. Após esse processo estar concluído, pode dirigir se ao IMT para integrar esta formação na sua carta de condução, sendo atribuído o código 792 ou 793 dependendo da categoria.

No que diz respeito aos fitofármacos, esta é também uma formação obrigatória, qual a sua importância?

A utilização de produtos fitofarmacêuticos deve ser feita apenas por indivíduos que possuam a formação de aplicação dos mesmo, tendo em conta os riscos elevados que estes produtos representam para o meio ambiente, a saúde e a segurança dos consumidores.

A aplicação de produtos fitofármacos pode ser uma atividade perigosa. Que principais riscos e cuidados são abordados durante a formação?

A saúde humana pode ser afetada diretamente ou indiretamente pelos produtos fitofarmacêuticos. No caso das pessoas que estão diretamente em contacto com os produtos fitofarmacêuticos, os riscos podem ser devidos à sua toxidade, ao tempo de exposição e à forma como ocorre a exposição..

Através da formação, conseguimos capacitar os participantes para a manipulação e aplicação segura de produtos fitofarmacêuticos, minimizando os riscos para o aplicador, o ambiente, espécies e organismos não visados e o consumidor

Estas formações são apenas teóricas ou têm alguma vertente prática?

Ambas as formações, COTS – Conduzir e Operar o Trator em Segurança e Aplicador de Produtos Fitofarmacêuticos têm vertente teórica e prática.

Bastam estas certificações para estar legalmente apto a desenvolver qualquer uma das atividades?

Sim, bastam estas certificações.

Contudo, existem requisitos mínimos para frequentarem as formações. No caso do COTS, tem de ter obrigatoriamente a categoria B da carta de condução para poder frequentar a formação.

Quais são os maiores riscos associados à ausência destas certificações?

No caso do COTS, só no ano passado, registaram-se 35 vítimas mortais com veículos agrícolas em estradas nacionais e em propriedade privada, dados divulgados pela Guarda Nacional Republicana. A condução segura de um trator agrícola, minimiza o risco de acidente. Até ao momento de ser criada a formação COTS, qualquer indivíduo com carta de condução poderia operar um Trator. Após a criação do COTS, consta-se que houve uma diminuição dos acidentes de tratores. Para além disso, existe uma maior sensibilização por parte dos condutores na condução do veiculo agrícola.

Em relação á obrigatoriedade da formação de aplicador de produtos fitofarmacêuticos, o mau manuseamento dos produtos fitofarmacêuticos pode provocar efeitos nocivos para a saúde tais como as reações alérgicas e inflamatórias na pele e/ou nos olhos, as alterações no sistema imunitário, efeitos sobre o sistema nervoso e irritação das vias respiratórias. Pode ainda provocar cancro, morte fetal e alterações genéticas. Por esse motivo, é importante que as pessoas frequentem a formação para adquirirem conhecimentos sobre o manuseamento destes produtos. De realçar que esta formação deve ser revalidada de 10 em 10 anos, tendo de frequentar uma ação de formação com menor carga horária – 14h – de forma a relembrar e atualizar os conhecimentos. Esta revalidação deve ser feita sempre antes do prazo de validade do cartão de PAF terminar. Caso não o faça, terá de repetir a formação inicial.

Como funcionam estas formações, onde é que as pessoas se podem inscrever? Onde podem frequentar o curso?

As nossas formações funcionam da seguinte forma; apesar de estarmos sediados em Matosinhos, trabalhamos de Norte a Sul do país realizando formações nas próprias instalações das juntas de freguesias/cooperativas agrícolas de forma a poder dar resposta aos interessados sem terem de se deslocar para fora da sua área de residência. Muitas das vezes somos contactados para realizarmos estas formações nas sedes das Juntas de Freguesia de fora a dar resposta as necessidades da população.

Ambas as formações são presenciais e antes de iniciar, é realizada uma divulgação através das nossas redes sociais – Facebook; Instagram; Site – @Percursos Formação; através de flyers e também através da Junta de Freguesia/Cooperativa Agrícola onde irá decorrer a formação.

Podem realizar a inscrição e saber mais informações através dos nossos contactos telefónicos – 937 100 846/930 489 167.

A Percursos dispõe de uma vasta bolsa de formadores, e que garantem o excelente profissionalismo na execução das formações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui