Exposição João Amaral no Museu de Lamego

Memórias da vida de João Amaral

Memórias da vida de João Amaral

A exposição sobre o lamecense João Amaral foi inaugurada no dia 16 de maio e estará presente no Museu de Lamego até ao dia 30 de setembro.

 

“O gentilíssimo e talentoso João Amaral” é o nome da exposição que mostra quem foi João Amaral. Organizada por vários núcleos, a exposição biográfica inclui a apresentação de caricaturas, desenhos, projetos, fotografias, a recriação de uma sala de exposição do museu ao tempo deste museólogo e ainda a projeção de um documentário.

O Museu de Lamego revelou ao VivaDouro que a iniciativa pretende homenagear o lamecense e, ao mesmo tempo, integra um conjunto de iniciativas que ao longo do triénio 2015-2017 pretendem assinalar o centenário da fundação do Museu de Lamego, cujo primeiro diretor foi João Amaral, uma das figuras mais marcantes do século XX no concelho, tendo sido também um artista, museólogo, investigador e bibliófilo.

O seu nome estará marcado na história da caricatura por ter sido o artista do “Enterro do Grau”, em Coimbra, no ano letivo de 1904-1905, e nesse papel foi um dos principais responsáveis pela transformação do Livro do Curso com fotografias por irreverentes caricaturas, iniciando uma tradição que ainda hoje perdura.

Artigos pertencentes ao primeiro diretor do Museu de Lamego

Artigos pertencentes ao primeiro diretor do Museu de Lamego

João Amaral nasceu em Lamego, em 1874 e desempenhou várias funções no concelho, como professor, diretor do museu, vereador da Câmara Municipal e membro da Comissão de Estética do Município, do Conselho de Arte e Arqueologia e da Comissão de Festas de Nossa Senhora dos Remédios. Dedicou-se igualmente à investigação, escrevendo centenas de artigos em diversos jornais e manteve-se infatigável na missão de fixar em caricatura uma imensa galeria de personagens.

Segundo o Museu de Lamego um dos principais objetivos é “humanizar o Museu, contando a sua história, feita de objetos, mas acima de tudo de pessoas, criando empatia com os públicos, aumentando a afluência destes”, salientando ainda que “até ao momento o balanço da exposição é muito positivo, com a adesão a superar as expectativas. Sensivelmente a meio a exposição, foram já cerca de 5 mil os visitantes que viram “O gentilíssimo e talentoso João Amaral”.

 

, , , ,