Feira Agrícola de Lamego divulgou a Identidade do Douro

Inauguração do certame na presença de Manuel Cardoso, Diretor Regional de Agricultura e Pescas do Norte / Foto: Salomé Ferreira

O mundo rural voltou a apresentar os seus melhores produtos na segunda edição da Feira Agrícola de Lamego que se revelou “um grande êxito organizativo”. O certame realizou-se de 25 a 28 de maio e contou com a participação de mais de 180 produtores e empresas.

A cidade de Lamego voltou a ser o palco desta iniciativa que sob o lema “A Identidade do Douro” reuniu num único espaço os melhores vinhos, azeites, frutas, enchidos, alfaias agrícolas e muitos outros produtos não só da região do Douro mas também de outros pontos do país.

Organizada pela APEDOURO – Associação Promotora de Eventos no Douro, com o apoio da Câmara Municipal, a Feira Agrícola de Lamego foi inaugurada na presença do Diretor Regional de Agricultura e Pescas do Norte, Manuel Cardoso, que fez um périplo por todos os stands da exposição.

A segunda edição da Feira Agrícola de Lamego ficou marcada por “dar um salto qualitativo”, em relação à edição de estreia do ano passado, “com a apresentação de conceitos e serviços inovadores, que deram uma dinâmica redobrada a um evento que já se afirmou como um espaço privilegiado de negócios e partilha de experiências”.

Francisco Lopes, presidente da autarquia lamecense, revelou que tem “confiança” neste projeto, “na sua continuidade e na sua capacidade de se afirmar no futuro, numa ligação naturalmente umbilical ao município, seja quem for que estiver à frente dos seus destinos, mas sobretudo à economia local e aos nossos produtores”, afirmou na cerimónia oficial de inauguração do certame.

“É na identidade, na nossa história, nas tradições, no nosso saber fazer, que passou de geração em geração, que iremos encontrar a base para olharmos para o futuro, de forma diferente, com soluções inovadoras, mas nunca renegando as raízes. E, por isso, eu acredito que este evento irá continuar a crescer”, acrescentou o edil.

Hélder Lino, presidente da APEDOURO, agradeceu aos expositores que participaram nesta segunda edição da Feira e que, de acordo com o dirigente, “são realmente a identidade do Douro e com eles pretendemos continuar a trabalhar”.

Manuel Cardoso, Diretor Regional de Agricultura e Pescas do Nortes, presente na inauguração do certame, sublinhou que “sendo a segunda vez que se realiza significa que já tem uma raiz instalada no terreno e, portanto, auguro um grande futuro para a FAL”.

Ao longo de quatro dias o certame contou com a visita de milhares de pessoas à “maior feira do mundo rural que decorre na região do Douro” e a participarem num intenso programa de atividades.

Do cartaz de iniciativas, destacaram-se as provas de vinho comentadas e de harmonização, o I Concurso Pecuário de Raça Arouquesa, as provas de degustação e as jornadas técnicas.

A Feira Agrícola deste ano também apostou na oferta de “muita animação musical” e na apresentação de uma “maior variedade de espaços”, incluindo área infantil, um pavilhão animal e zonas gastronómicas.

, , , ,