Festa da Castanha regressa ao formato presencial no final do mês

A 29ª edição da Festa da Castanha tem data marcada para 29, 30 e 31 de outubro. Recuperando o formato tradicional, o evento mantém o propósito de ajudar a promover a castanha de Sernancelhe, ser uma montra para produtores e empresas, impulsionar a economia, o artesanato, a cultura e as gentes de Sernancelhe e projetar turisticamente o território como espaço de história, onde a identidade se cultiva e celebra.

Durante três dias são aguardadas milhares de pessoas para visitarem o certame, participarem nos passeios pedestres e BTT pelos soutos da castanha Martaínha e conhecerem um concelho singular, onde este fruto é imagem de marca.

Tal como em 2020, no dia 22 de outubro ficará disponível o projeto Mercado Terra da Castanha (uma plataforma digital da Dott e que inclui a distribuição pelos CTT), que permitirá a venda de castanha online para todo o País. A RTP está no evento com o programa Aqui Portugal, no dia 30, que transmitirá para o País e para o Mundo.

A abertura oficial do evento será no dia 29 de outubro e tem como convidado o Eurodeputado Álvaro dos Santos Amaro, uma personalidade nacional que exerceu vários cargos de responsabilidade, com especial destaque para a Secretaria de Estado da Agricultura.

Durante os três dias serão dezenas de momentos de cultura e animação com grupos de música tradicional portuguesa, um espetáculo com o grupo Ús Sai de Gatas, showcooking com chefs conceituados, iniciativas desportivas, como o Passeio BTT e os passeios pedestres pela Rota da Castanha, concursos de melhor castanha e melhor doce de castanha, num certame que garante autenticidade e cultura.

Festa da Castanha de Sernancelhe cumpre este ano 29 edições

É o evento com maior longevidade do Concelho e uma manifestação popular única que começou em 1992. É um exemplo regional de evento que desde a sua origem alcançou todos os objetivos definidos. E ainda logrou muito mais ao registar, no país, a marca “Terra da Castanha” como símbolo que hoje identifica, explica e diferencia Sernancelhe.

Tradição, dinamismo económico e futuro do setor agrícola são premissas que o Município garante com o evento Festa da Castanha. E o resultado tem sido claro na notoriedade alcançada pela castanha Martaínha, no posicionamento alcançado no mercado e no impulso económico que este fruto representa para centenas de produtores do Concelho e da Região.

Para esta extraordinária prestação da castanha Martaínha no Concelho de Sernancelhe concorrem os produtores, que são responsáveis pelos mais de mil hectares de castanheiros que ocupam hoje o nosso território, as empresas, que recolhem e fazem chegar este fruto aos diversos mercados, representando a castanha mais de quatro milhões de euros de receitas anuais para Sernancelhe.

A par deste fenómeno, Castanha é encarada como uma “bênção” da natureza para com estas terras que o escritor sernancelhense Aquilino Ribeiro descreveu como “Terras do Demo”. O epíteto advém de séculos de isolamento, míngua, dificuldades e ruralidade extrema a que foram votadas as terras do interior profundo de Portugal. Tempos em que o alimento de eleição que chegava às mesas era a castanha, servida como sopa, cozida em potes de ferro como batata e até utilizada como pão.

Longe vão esses tempos, mas permanece a memória do povo. Memória que garante hoje autenticidade à Festa da Castanha, certame que alia etnografia, arte, cultura, e gastronomia – a castanha ganhou novos usos culinários e doceiros e está cada vez mais requintada, sendo geradora de retorno também para a restauração e a hotelaria.

A Festa da Castanha é, pois, um evento que coroa o trabalho de centenas de produtores do Concelho, gente que desbravou montes para plantar hectares de castanheiros da variedade Martainha de Sernancelhe, conseguindo, com o seu suor, transformar este pedaço de território na “Terra da Castanha”.

A abertura da Festa da Castanha de Sernancelhe será no dia 29 de outubro, pelas 18:30 horas, no Expo Salão e prolongar-se-á pelas pelos dias 30 e 31.