Investimentos de 37 milhões de euros do QREN 2007-2013

Cidade de Lamego fez investimentos de cerca de 37 milhões de euros

Cidade de Lamego fez investimentos de cerca de 37 milhões de euros

A cidade de Lamego angariou mais de 37 milhões de euros do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) para concretizar alguns grandes projetos no concelho.

A Câmara Municipal de Lamego está a terminar os projetos de mais de 37 milhões de euros, aprovados no Quadro de Referência Estratégico Nacional 2007-2013, garantindo assim uma elevada taxa de execução dos fundos comunitários existentes. “Viver Lamego”, o programa de regeneração da cidade, a construção de três novos centros escolares e a reconstrução do Complexo Desportivo foram alguns dos investimentos comparticipados ao abrigo do Quadro de Referência Estratégico Nacional.

Apesar de alguns constrangimentos financeiro devido à redução das transferências provenientes do Orçamento de Estado e da diminuição das receitas do município, Lamego garantiu a capacidade financeira necessária para a realização dos projetos do município. O presidente da Câmara Municipal de Lamego, Francisco Lopes, salientou que “fruto do rigor de gestão e do aproveitamento exaustivo dos fundos comunitários”, a autarquia consegui pagar, até ao final do mês passado, quase seis milhões de euros a fornecedores e empreiteiros, sem necessitar de recorrer a nenhum financiamento bancário.

Outros projetos como a construção do Centro Interpretativo da Máscara Ibérica na vila de Lazarim, a criação da Loja Interativa de Turismo e a valorização patrimonial do Escadório de Nossa Senhora dos Remédios e a implementação do Eixo Urbano do Douro, candidatura apresentada pela rede de cidades Lamego, Régua e Vila Real, fizeram também parte dos grandes projetos municipais submetidos a fundos comunitários. A implementação de um plano de eficiência energética de iluminação pública, a criação do Centro Interpretativo da História da Cidade – Lamego Memória e Identidade Urbana, a produção de diverso material de divulgação turística, o levantamento e referenciação de todas as unidades hoteleiras e restauração do concelho e a criação de diversos eventos de promoção da cidade, foram alguns dos projetos imateriais conseguidos pelo município, que visam consolidar o desenvolvimento económico e social do concelho.

, , , ,