Jardim do Magriço alia inspiração medieval e modernidade

Jardim do Magriço alia inspiração medieval e modernidade/ Foto: Salomé Ferreira

Jardim do Magriço alia inspiração medieval e modernidade/ Foto: Direitos Reservados

No âmbito da regeneração urbana do centro histórico de Penedono, levada a cabo pela autarquia, encontra-se agora renovado o Jardim do Magriço, um dos mais emblemáticos da vila medieval. O novo espaço de lazer pretende mais uma vez imortalizar o nome do herói natural de Penedono.

Tendo em conta a sua localização privilegiada, bem como os objetivos de requalificação do espaço urbano da vila de Penedono, o projeto do Jardim do Magriço passava por manter o espirito medieval ao mesmo tempo que se aproveitava o espaço existente, “enquadrando-o na proposta de oferta turística, lúdica e pedagógica requalificada”, refere a autarquia.

O reestruturado espaço de lazer pretende ainda “assumir-se como um jardim de cariz intimista, para estar e percorrer, encerrando também um papel pedagógico e cultural”. O novo jardim resulta assim de uma inspiração medieval com um toque de contemporaneidade.

O jardim estrutura-se através de uma matriz pavimentada ortogonal, situada no centro e feita de granito, de onde surgem percursos alternativos, zonas de estadia e espaços plantados com espécies aromáticas e medicinais, seguindo mais uma vez o conceito dos jardins medievais.

O elemento água revela-se também com uma importância central, tal como os jardins medievais da época, com a criação de um eixo marcado no chão que liga dois pontos de água com repuxos.

O nome do Magriço, dos doze de Inglaterra, bem como excertos de Luís Camões que contam os feitos do herói de Penedono, serão gravados em vários elementos, nomeadamente no eixo e pontos de água.

, , , ,