Meia Maratona do Douro bate recorde de participação com mais de 15 mil atletas

A 11.ª edição da Meia Maratona do Douro realizou-se a 15 de maio

A 11.ª edição da Meia Maratona do Douro realizou-se a 15 de maio

O Peso da Régua recebeu a 15 de maio a 11.ª edição da Meia Maratona do Douro, prova que a organização classifica como a “melhor de sempre”, tendo recebido mais de 15 mil participantes. Ricardo Dias, atleta do Sporting Clube de Portugal, sagrou-se vencedor da Meia Maratona.

O ambiente era de festa. O verde das camisolas dos participantes encaixava em perfeita harmonia com as cores das encostas do Douro nesta altura do ano. Entre os mais de 15 mil atletas inscritos na prova era grande o misto de emoções antes de a prova iniciar.

Inês Soares e os amigos participaram na Mini Maratona

Inês Soares e os amigos participaram na Mini Maratona

Inês Soares veio de Coimbra propositadamente para participar na prova, “é uma paisagem diferente e acho que foi por isso que também me inscrevi, tenho amigos cá e portanto foi um incentivo, estamos expectantes para a prova”, explicou a jovem, minutos antes de iniciar a Mini Maratona.

Laura Carvalho, participante assídua na Mini Maratona, dá enfase ao ambiente que se vive nesta prova, “é um grande convívio, alegria, confraternização entre os reguenses e o resto do país porque isto cada vez vai estando mais vivo, a organização está cada vez melhor”, confessou enquanto se colocava a postos para iniciar a prova.  

O relógio marcava as 10h da manhã e a Barragem de Bagaúste estava repleta de atletas quando suou o tiro de partida para a 11.ª edição da Meia Maratona do Douro Vinhateiro.

Foram mais de 15 mil as pessoas que participaram na Meia Maratona do Douro Vinhateiro, sendo que a Mini Maratona (10 km) teve mais de 8.500 inscrições e a Meia Maratona (21km) mais de 7 mil participantes.

A Meia Maratona em Cadeira de Rodas teve este ano nove participantes, número inferior ao do ano passado, sendo que Paulo Costa, diretor executivo da Global Sports, acredita que este facto se deve “às enormes dificuldades que se vive no desporto adaptado”, afirmou.

José Dias, um dos atletas que participou Meia Maratona em Cadeira de Rodas, garante que “a prova é um espetáculo”, disse ao VivaDouro.

“A paisagem é linda, já conheço isto há muitos anos. A prova não é muito difícil, a preparação é que não é muita”, afirmou o atleta.

O percurso, com o Douro Vinhateiro, Património Mundial, como pano de fundo, caracteriza-se por dar aos atletas a oportunidade de provar o Vinho do Porto típico da região.

Margarida Brito participou na Caminhada

Margarida Brito participou na Caminhada

Margarida Brito, já participa há sete anos na “Mais Bela Corrida do Mundo” e decidiu mais uma vez fazer uma pausa no percurso para provar o vinho do Porto, “é sempre um ótimo aperitivo”, confessou a participante.

“É uma maravilha, não podia estar melhor. As cores foram muito bem escolhidas este ano porque se vêm muito bem e o tempo ajudou imenso”, acrescentou a atleta natural do Porto.

Nuno Jaco foi de Coimbra para o Peso da Régua para participar pela primeira vez na prova, tendo comprovado que esta “é mesmo a mais bela corrida do mundo”, confessou ao VivaDouro após ter concluído a Mini Maratona.

“É uma experiência fantástica, também faço a prova em Coimbra e a maior diferença entre as duas acaba por ser a paisagem e o enquadramento”, acrescentou.

Também Joana Gonçalves partilha da mesma opinião, “é mesmo a mais bela corrida do mundo”, atesta a atleta, “é um bocadinho difícil mas não é a mais difícil, também se não fosse não tinha piada nenhuma”, afirmou.

Fernanda Casimiro a empunhar o cartaz" sinto-me bela"

Fernanda Casimiro a empunhar o cartaz” sinto-me bela”

Fernanda Casimiro, natural do Porto, cruzou a meta da Meia Maratona a empunhar um cartaz com a frase “sinto-me bela”, uma vez que, para a atleta, esta é uma forma de mostrar como se sente ao participar na prova, “a maratona é a mais bela do mundo e eu neste dia sinto-me também a mais bela do mundo”, explicou ao VivaDouro.

João Paulo Brás Oliveira foi pela quarta vez participar na Meia Maratona, de acordo com o atleta, “o percurso é agradável, não é muito difícil”, declarou ao chegar à meta.

Para Paulo Costa esta 11.ª edição foi “um sucesso absoluto”, tendo sido mesmo a “melhor edição de sempre”, declarou o dirigente. “Tem sido surpreendente de ano para ano sentirmos que estamos a alcançar novos patamares, a receber cada vez mais pessoas e acima de tudo a receber cada vez melhor e com mais dinâmica”, acrescentou.

Paulo Costa, diretor do evento e o vencedor da Meia Maratona

Paulo Costa, diretor do evento e o vencedor da Meia Maratona

Este evento trouxe até à região do Douro não só pessoas provenientes de outros pontos do país mas também participantes de todo o mundo, sendo que estiveram mais de 30 países representados nesta edição.

“Há gente de todo o mundo e isto mostra que a Mais Bela Corrida do Mundo está a chamar o planeta até si”, assegurou Paulo Costa.

O diretor da prova confessou ainda que certamente que o “desafio de 20 mil pessoas a participar na Mais Bela Corrida do Mundo vai ser atingido”, sendo que dentro dos objetivos da organização está ainda o de se afirmarem “cada vez mais como o maior projeto de Turismo Ativo e de marca de Sustentabilidade Territorial” afirmou.

Ricardo Dias vence a Meia Maratona do Douro

Ricardo Dias, do Sporting Clube de Portugal foi o vencedor da prova

Ricardo Dias, do Sporting Clube de Portugal foi o vencedor da prova

Uma hora e cinco minutos, foi a combinação vencedora do atleta que cruzou em primeiro lugar a meta da Meia Maratona. Ricardo Dias, atleta do Sporting, classificou este momento como “um sentimento de muita alegria”, revelou ao VivaDouro, minutos após terminar a prova.

“O meu objetivo era fazer um bom resultado, vinha com intenções de ganhar mas se não ganhasse queria chegar ao fim e pensar que tinha um bom resultado”, afirmou o atleta.

“Cheguei aqui e dei tudo, sofri muito na parte final mas acabei por ganhar”, acrescentou, ao mesmo tempo que dedicava a vitória aos “camaradas” do Regimento onde é Militar.

Marisa Barros foi a primeira mulher a cruzar a meta da Meia Maratona, com uma hora e 14 minutos.

Na Meia Maratona em Cadeira de Rodas foi Alexandrino Silva o vencedor, tendo completado a prova em 46 minutos e 15 segundos.

 

, , ,