Penedono está a regular consumos de água para evitar faturas elevadas

A autarquia de Penedono está a instalar medidores de caudais nos reservatórios e contadores nos equipamentos e serviços municipais de forma a evitar faturas de água elevadas e a saber qual o “real” consumo no concelho. 

“Constatou-se que, para o município, os custos com estes serviços atingem os montantes de 600 mil euros, contrastando com uma faturação obtida bastante diminuta e que acaba por resultar num custo anual de 524 mil euros, ou seja 87 por cento do total”, explicou Carlos Esteves de Carvalho, presidente da Câmara Municipal.

Estas medidas foram tomadas desde que entraram em vigor, no dia 1 de janeiro, os dois novos regulamentos referentes ao abastecimento de água e saneamento de águas residuais e resíduos sólidos e pretendem ver os consumos de água regulados para evitar faturas elevadas.

O edil admite que os elevados consumos se devem a vários motivos, nomeadamente “os custos propriamente ditos dos serviços e equipamentos municipais (edifícios, fontanários, associações), as perdas de água ao longo das condutas ou mesmo os desvios premeditados”.

O autarca explicou que a introdução de medidores de caudais vai permitir “estabelecer comparação com a água faturada aos consumidores da mesma freguesia”, enquanto os contadores vão indicar a água autoconsumida.

“Vamos ter pela frente um trabalho árduo mas que não pode deixar de ser feito com o objetivo de moralizar todo o sistema municipal e de salvaguardar também os interesses dos municípios que cumprem com o pagamento da água que consomem”, afirmou Carlos Esteves de Carvalho.

 

, , , ,