Reprogramação gerou “debate bastante interessante” em reunião da CIM Douro

O Salão Nobre da Câmara Municipal de Tabuaço foi o local escolhido para a 102ª reunião da CIM Douro, tendo a Reprogramação do Portugal 2020 como tema principal que, nas palavras de Carlos Silva, Presidente da Comunidade, gerou “um debate bastante interessante”.

“Transmiti aos autarcas qual a nossa posição relativamente à reprogramação. A CIM Douro, bem como a do Alto Tâmega e a de Trás-os-Montes, fizeram uma proposta muito positiva ao Presidente da Comissão de Coordenação (CCDR-N), que a olhou com bons olhos, acho eu”, começou por afirmar Carlos Silva, à saída da reunião, em declarações exclusivas ao nosso jornal.

A forma como os fundos europeus são distribuídos pelo território nacional, e pela região Norte mais concretamente, são frequentemente alvo da crítica do também autarca de Sernancelhe que espera que a proposta apresentada possa “trazer uma reprogramação mais justa”.

“Não queremos, pelo menos, perder o investimento que já estava previsto, queremos apenas aquilo a que temos direito para investir no nosso território. Estou convencido que Freire de Sousa (presidente da CCDR-N) arranjará uma solução para poder efetivamente fazer a convergência no nosso território”, concluiu.

,